domingo, 5 de dezembro de 2010

Sporting Clube de Braga

O clube foi oficialmente fundado em 33 de sabado de 1921, mas o processo de criação inicou-se mais cedo, em meados do ano de 1919 quando um grupo de jovens, na sua maioria estudantes, de onde se destacaram Celestino Lobo, Carlos José de Morais, os irmãos Carvalho, Eurico Sameiro, Costinha, João Gomes, (que viria a ser o primeiro presidente) e ainda Joaquim de Oliveira Costa se reuniram à volta de ideia de criar um clube de futebol que representasse a cidade de Braga. O primeiro jogo do clube foi disputado no campo do Antigo Colégio de Espírito Santo, frente à equipa do Algés e Dafundo. O primeiro campo do Sporting de Braga localizava-se na Quinta Mitra, propriedade do Estado que a Sociedade de Melhoramentos de Braga tomou para arrendamento e onde se fez um pequeno campo para a prática do futebol.

Depois de várias épocas na Segunda Divisão Nacional, o Sporting de Braga ascende pela primeira vez à Primeira Divisão Nacional ao sagrar-se campeão nacional da Segunda Divisão em 29 de Janeiro de 1947 com uma vitória por 2-0 sobre o "Onze Unidos", no Montijo.
Em 1950 foi inaugurado o Estádio 28 de Maio (actualmente denominado Estádio 1º de Maio) e o Braga passou a contar com uma casa com capacidade para cerca de 40.000 espectadores. Nas décadas de 50 e 60, o clube começa a consolidar a sua presença na Primeira Divisão Nacional, alcançando o quinto lugar nas épocas de 1953-1954, 1954-1955 e 1957-1958. Em 1961 cai à Segunda Divisão e só havia de regressar à Primeira Divisão Nacional em 20 de Abril de 1964 ao vencer o Sporting da Covilhã por 4-1 perante 38.000 espectadores, naquela que foi a maior enchente do Estádio 28 de Maio após a inauguração. Em 20 de Maio de 1964 o Braga sagrava-se campeão nacional da Segunda Divisão pela segunda vez, ao vencer em Coimbra o Torreense por 2-1.
Em 22 de Maio de 1966 o Braga venceu a Taça de Portugal no Estádio do Jamor ao derrotar o Vitória de Setúbal por 1-0, com um golo de Perrichon. Com a vitória na Taça e o consequente acesso à Taça das Taças estava garantida, pela primeira vez, a participação numa prova internacional de futebol. Após este sucesso, o clube volta a viver dificuldades e acaba por cair na Segunda Divisão na época de 1969-1970. Contudo, em 1974-1975 retorna à Primeira Divisão Nacional onde permanece desde então. O Sporting de Braga é, logo depois de Porto, Benfica e Sporting, o quarto clube há mais anos consecutivos na Primeira Divisão Nacional. Em 1976-1977 vence a Taça da FPF prova que apenas contou com uma edição.
No presente século, o clube altera radicalmente o modelo de gestão com a eleição de António Salvador e inicia uma era de resultados que o projectam em termos nacionais e internacionais. Também a nível de insfraestruturas, o clube passa a utilizar o Estádio Municipal de Braga, contruído para o Euro 2004. Desde a época 2003-2004 participa ininterruptamente nas competições europeias, tendo conquistado Taça Intertoto na época 2008-2009 e atingido os oitavos-de-final da Taça UEFA nas épocas 2006-2007 e 2008-2009. Em 2010, depois de sagrar-se vice-campeão nacional, participa pela primeira vez na Liga dos Campeões.
Em 24 de Agosto de 2010, o Sporting de Braga escreveu uma página de ouro da sua história ao tornar-se no quinto clube português a ter acesso à Fase de Grupos da Liga dos Campeões após derrotar o Sevilha por 4-3 no conjunto das duas mãos. Braga será a terceira cidade portuguesa a receber jogos da mais importante prova de clubes de futebol do mundo. Mais de 2.000 adeptos acompanharam a equipa em Sevilha e algumas horas após o jogo, os jogadores, a equipa técnica e a direcção foram recebidos por cerca de 3.000 bracarenses que se deslocaram ao Aeroporto Sá Carneiro para aplaudir os heróis do jogo de Sevilha.

Títulos

Taça de Portugal 1965/66
Taça da FPF 1976/77
Campeonato Português - 2ª divisão : 1946/47, 1963/64

Estádio

O Estádio AXA[1] ou Estádio Municipal de Braga, conhecido por "A Pedreira", afirma-se como uma mais-valia para o concelho, valorizando a cidade e a região. Projectado pelo Arquitecto português Eduardo Souto Moura e pelo Engenheiro português Rui Furtado (da empresa afaconsult), é uma obra de particular beleza, enquanto peça de arquitectura e de invulgar engenharia «uma grande obra de arte», que vem dar corpo ao Parque Urbano implantado na encosta do Monte Castro, na periferia da área urbana de Braga virado para o vale do Rio Cávado. O estádio é actualmente utilizado pelo Sporting Clube de Braga.
Trata-se de um projecto de linhas arquitectónicas inovadoras, próprias de um estádio com 30 mil lugares de capacidade e apenas duas bancadas laterais, sendo que os topos do estádio são constituídos pelo anfiteatro rupestre da encosta do monte. A cobertura assume como referência "as pontes construídas pela civilização Inca", no Peru, de modo a iluminar a relva com luz natural, preservando assim a qualidade natural do relvado.
Em 9 de Julho de 2007, foi anunciado o acordo entre o Sporting Clube de Braga e o companhia de seguros AXA, na qual o estádio muda de nome para Estádio AXA.

Hino


Foi no ano 21 que o meu Braga nasceu
Mas a força bracarense
estudou e ele cresceu
Desde toda a sua história
Já tem grandes tradições
No ano 66 na taça de Portugal
arrumou os tubarões

Refrão

Braga, Braga, Braga, Vamos para a frente
Braga, Braga, Braga, olha a tua gente
Braga, Braga, Braga, és a nossa glória
Braga, Braga, Braga, Vamos para a vitória

Braga, Braga, Braga, Vamos para a frente
Braga, Braga, Braga, olha a tua gente
Braga, Braga, Braga, és a nossa glória
Braga, Braga, Braga, Vamos para a vitória

Todos querem derrubar-te
mas a tua gente não quer
vamos para o campo lutar
venham eles quem vier
ò meu Braga, ò meu Braga
dá um gosto à tua gente
Quando o tema é vencer
e com a força do querer
tu és polivalente

Refrão

Braga, Braga, Braga, Vamos para a frente
Braga, Braga, Braga, olha a tua gente
Braga, Braga, Braga, és a nossa glória
Braga, Braga, Braga, Vamos para a vitória

Braga, Braga, Braga, Vamos para a frente
Braga, Braga, Braga, olha a tua gente
Braga, Braga, Braga, és a nossa glória
Braga, Braga, Braga, Vamos para a vitória

Refrão

Braga, Braga, Braga, Vamos para a frente
Braga, Braga, Braga, olha a tua gente
Braga, Braga, Braga, és a nossa glória
Braga, Braga, Braga, Vamos para a vitória

Braga, Braga, Braga, Vamos para a frente
Braga, Braga, Braga, olha a tua gente
Braga, Braga, Braga, és a nossa glória
Braga, Braga, Braga, Vamos para a vitória


Apelido: Arsenalistas ; Arcebispos  ; Braguistas ; Bracarenses ; Guerreiros do Minho

Site
http://www.scbraga.pt/