terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Clube de Futebol Estrela da Amadora

O C­lube Futebol Estrela da Amadora foi criado no dia 22 de janeiro de 1932. Atualmente, a agremiação possui 6.500 sócios. É curioso notar que um dos orgulhos da instituição é ter torcedores exclusivos, ou seja, que apóiam apenas o Estrela. Isso porque, como é dito no site do clube, a maioria dos fãs dos times menores de Portugal também torcem para uma equipe grande ao mesmo tempo.

Apesar de ter sido fundado na década de 1930, o Estrela nunca teve grande destaque no cenário nacional. Como o próximo site oficial sugere, eles não se consideram uma grande equipe. O time passou quase o século XX inteiro nas divisões inferiores do Campeonato Português, até a temporada 1987/1988, quando conseguiu acesso à elite pela primeira vez.

A maior glória da história do clube veio em 1989/1990. O time venceu a Taça de Portugal, único título de expressão dos seus 75 anos de existência. Depois de algumas campanhas razoáveis na primeira divisão, mas nunca conseguindo nada além de um oitavo lugar, o Estrela terminou a temporada 1990/1991 em 18° e foi rebaixado para a segunda divisão.

Então, o clube fez uma campanha brilhante no segundo escalão do futebol português e foi campeão, recuperando a vaga na elite. A partir daí, a equipe não caiu mais durante toda a década de 1990 e alternou campanhas razoáveis com medíocres. Em 1997/1998, o Estrela terminou o campeonato em sétimo lugar, a melhor classificação conseguida até hoje.

O início dos anos 2000 não foi positivo para a agremiação que, depois de um oitavo lugar em 1999/2000, ficou em 18° em 2000/2001 e acabou rebaixada novamente. Mais uma vez, não passou mais de duas temporadas no escalão inferior, conseguindo a promoção em 2002/2003.

Desta vez, o clube não alcançou tanto sucesso e voltou a cair depois de apenas uma temporada na primeira divisão, novamente com um 18° lugar. Em 2004/2005, o time fez sua segunda melhor campanha na Taça de Portugal, alcançando às semifinais da competição. No mesmo ano, o Estrela conseguiu o acesso à divisão principal do futebol português.

Nas últimas duas temporadas, o time conseguiu desempenhos razoáveis na elite portuguesa. Em 2005/2006, terminou o campeonato em nono. No ano seguinte, ficou em décimo lugar na classificação.
Na época 2008/2009, embora tenha conseguido a permanência dentro das 4 linhas, ficando num confortável 11º lugar (despromovidos seriam "Os Belenenses" e o Trofense), foi despromovido no lugar dos Belenenses, por motivos financeiros. Esta época foi o inicio de uma grave crise financeira no clube tricolor. Dívidas a fornecedores, funcionários, jogadores, fisco, segurança social, etc. Nesta época, o Sindicato dos Jogadores Profissionais ainda apoiou o clube com 1 mês de salário, não sendo o suficiente para a recuperação do mesmo. A despromoção foi automática para a 2ª Divisão Nacional (equivalente ao 3º escalão do futebol português), pois foram proibidos de participar em provas profissionais (1ª e 2ª liga).
Na época 2009/2010, o Estrela da Amadora começou com o treinador António Veloso (antiga estrela do Benfica e selecção Nacional, e pai do jogador Miguel Veloso). Os resultados não foram os esperados e logo após 2 jornadas, houve chicotada psicológica, sendo substituido por Jorge Paixão, treinador habituado a clubes de pequenas dimensões. Na 1ª eliminatória da Taça de Portugal, o Estrela da Amadora ainda eliminou o Mafra, mas foi desclassificado e atribuida a derrota, pois não tinha pago as inscrições dos jogadores à Federação.
O Estrela vivia a pior fase da sua existência. Vivia de jogadores ex-juniores e de emprestados (principalmente do Sp. Braga e Belenenses). A partir da 3ª jornada, surgiram resultados, chegando ao topo da classificação, vencendo por exemplo, 4-1 ao Atlético Clube de Portugal (um dos principais candidatos à subida). Mas infelizmente recomeçaram os graves problemas financeiros. Salários em atraso, Greve dos trabalhadores, falta de tratamento médico, do relvado, do autocarro, etc. Recomeçaram as ameaças de greve dos jogadores e as rescisões, começando uma queda-livre na classificação. O Estrela da Amadora terminou a época em 10º lugar, tendo os seus pontos sido em larga maioria conquistados na 1ª volta.
Para a época 2010/2011, continua-se à data, na expectativa de se participar na 2ª Divisão, se recomeça na 2ª divisão distrital como SAD, ou se acaba com o futebol sénior.

Títulos

Taça de Portugal: 1989/1990
Campeonato Nacional da II Divisão (ou Liga de Honra): 1987/1988; 1992/1993
Campeonato Nacional da III Divisão: 1982/1983


Estádio

O Estádio José Gomes é um estádio de futebol português, localizado na cidade da Amadora, mais precisamente na freguesia da Reboleira, daí também ser conhecido por Estádio da Reboleira. É a casa do Estrela da Amadora, e tem uma capacidade de cerca de 11,635 espectadores.

Apelido: Tricolor ; Estrela ; Turma da Reboleira


Site 

http://www.cfeamadora.net