domingo, 12 de dezembro de 2010

Leixões Sport Club

Em 1902, Durval Martins, um português que estudava na Inglaterra, chegou a Leixões, onde passava as férias. Ele levou uma bola de borracha com capa de couro, objeto então desconhecido na região, pois o futebol ainda engatinhava ao redor do mundo. Depois das explicações de como o esporte funcionava, um grupo de jovens se uniu e criou uma agremiação chamada Leixões Foot-ballers.

Mas o Leixões Sport Club, como é hoje, só foi surgir em 1907, quando três grupos de Matosinhos, cidade-sede do clube, resolveram se fundir. O Tennis Prado, o Tennis de Matosinhos e o Leixões Foot-ballers deram origem à nova agremiação. Para comemorar o acordo, foi disputado um jogo comemorativo contra o Porto.

O Leixões começou a disputa do Campeonato Português na segunda divisão, em 1936/1937. Logo no seu primeiro ano, conseguiu o acesso à elite, mas não resistiu e caiu novamente, para voltar apenas em 1942/1943. Depois disso, uma era de obscuridade: 16 temporadas nos escalões inferiores.

Em 1958/1959, o Leixões finalmente conseguiu subir para a primeira divisão novamente. Desta vez, se manteve no escalão principal do futebol português. Dois anos depois, em 1960/1961, o clube conquistou seu único título de expressão na história: a Copa de Portugal, com uma vitória sobre o Porto na final.

Dois anos depois, o time conseguiu sua melhor classificação na história do Campeonato Português, um quinto lugar. O Leixões ficou, então, até 1977 na elite da competição, mas não resistiu e acabou caindo. Depois, permaneceu na segunda divisão até 1988, quando finalmente voltou ao escalão superior.

O retorno só durou uma temporada. Com um 19° lugar em 1989, o Leixões voltou a ser rebaixado. Além de não conseguir subir, um novo pesadelo: em 1993/1994, o time desceu para a terceira divisão portuguesa.

Foi só em 2003 que o Leixões conseguiu o acesso à segunda divisão. Depois de subir, a equipe ainda teve de disputar quatro temporada neste nível antes de finalmente voltar à elite, sendo campeão da segunda divisão em 2006/2007. A temporada 2007/2008 foi a primeira que o Leixões disputou a primeira divisão desde 1988/1989.

Títulos

Copa de Portugal 1960/61 
II Liga/Liga de Honra  2006/07

Estádio

O Estádio do Mar é o estádio de futebol onde habitualmente joga o Leixões e localiza-se em Matosinhos. Foi inaugurado em 1950 e pode contar com 9.500 espectadores.









Hino

Ó meu Leixões
nobre aguerrido
ó meu Leixões
de peito erguido
sempre na luta
por um ideal
és no desporto
franco e leal
Coro
Quando o Leixões
entra a jogar
os corações a palpitar
dentro de nós
tem tal ardor
que a nossa voz
toma calor
Coro
Avante Leixões
ser do desporto é lutar
nada de ilusões
só aspirações
homem do mar
herói do altaneiro
lutar e vencer
voltar e ver
virás a ser um timoneiro
Como bom matosinhense
fico feliz e contente
ao ver o Leixões jogar
nunca ninguém esmorece
pois o jogo acontece
ter de perder ou ganhar
Leixões, Leixões, Leixões
Vamos gritar para
animar o desafio
Leixões, Leixões, Leixões
tens de vencer
tens de manter esse teu brio
Leixões, Leixões, Leixões
Coro
A cidade de matosinhos
tão cheia de pergaminhos
tem orgulho e tem valor
no seu grupo tão vareiro
na cidade és o primeiro
e para nós sempre o melhor
Leixões, Leixões, Leixões
Coro

Mascote

A mascote do Leixões é um garoto loiro com uma chupeta na boca. Ele se veste com as cores do time e invariavelmente está com uma bola em dias de jogos da equipe. O objetivo é criar simpatia com as crianças e, com isso, aumentar o número de torcedores.

Apelido: Os Bebês ou Heróis do Mar




Site
http://www.leixoessc.pt/