segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Portimonense Sporting Clube

O Futebol chegou a Portimão em 1913, a cabo de um portimonense que estudava em Inglaterra, que trouxe uma bola e divulgou, assim o desporto. Os primeiros jogos foram disputados na zona onde actualmente é a Praça Manuel Teixeira Gomes e a sede do Portimonense.
Quanto ao Portimonense, nasceu numa casa onde reparavam calçado, na loja do Sr. Amadeu Andrade. Nesse local, um grupo de amigos decidiu formar um clube de futebol, a 14 de Agosto de 1914. Ficara desde logo definido que o equipamento seria composto por camisola às riscas verticais pretas e brancas, com colarinho e punhos pretos, calção branco e meias pretas com canhão preto e branco.
Nos primeiros anos, o grupo era praticamente limitado aos rapazes que constituíam a equipa, sem qualquer sede e aquirindo o equipamento e as deslocações dos seus próprios bolsos.
Apesar de já alguns anos de história e de uma sede (inaugurada em 1923) na Rua Visconde Bívar, os estatutos do clube apenas foram aprovados em 1925. Um ano depois, uma crise obrigou o clube a ter de abandonar a sede, tendo estado a um passo da dissolução. O Portimonense reage e é a partir de aí que se inicia uma relevante ascensão, entrando nos objectivos do clube uma subida à Primeira Divisão. Em 1937 é pela primeira vez campeão do Algarve e é a partir de aí que começa a jogar no estádio que todos conhecemos, o Estádio do Portimonense SC, tornado recentemente Municipal de Portimão.
Nos finais da segunda metade do século XX a indústria conserveira atinge o seu auge e a ideia de levar o Portimonense á Primeira Divisão começa a ganhar consistência. Em 1947 esteve a um passo da subida ao perder uma final com a Académica de Coimbra em Alvalade por 2-1. Rapidamente a indústria conserveira começa a perder força e o Portimonense volta a entrar em declíneo.
Em 1977 o clube ascende pela primeira vez ao escalão maior do futebol português, mas não conseguiu segurar-se e em 1979 desce de novo.
Porém, na década de 80 o clube atinge o seu apogeu, onde, com a contribuição de presidentes como José Mendes Furtado e Manuel João, sobe à Primeira Divisão e chega até a atingir o 5º lugar, que lhe deu um apuramento para a Taça UEFA, onde se ficou pela primeira ronda, sendo eliminado pelo FK Partizan (1-0 na 1ª mão, em casa, 0-4 na 2ª mão, fora).
Desde então, o clube viu-se em oscilações entre o escalão secundário (a actual Liga Vitalis) e a II Divisão B.
Em 2001, com a subida à Liga Vitalis, o Portimonense atinge finalmente uma certa estabilidade, o que lhe permitiu atingir a prometida subida à Primeira Liga.
Dia 08 de Maio de 2010, consegiui regressar à Primeira Liga, 20 anos depois da última presença.

Estádio

O Estádio Municipal de Portimão, até há bem pouco tempo chamado de Estádio do Portimonense Sporting Clube, é um estádio situado no centro da cidade de Portimão, erguido em 1937 para satisfazer a equipa de futebol local, o Portimonense.
Numa zona do centro de Portimão, uns amantes do Portimonense emprestaram o seu terreno para o Portimonense jogar provisóriamente, enquanto construia o seu estádio, no terreno oferecido pelo Major David Neto, a construção deste estádio acabou por não se realizar até hoje. O estádio (provisório) assistiu a muitos anos de história e a muitos triunfos do Portimonense, inclusive na Primeira Liga aquando dos anos 80.
Há bem pouco tempo, os seus herdeiros e novos proprietários do terreno reclamaram o solo do espaço para si. O caso foi a tribunal e a equipa alvinegra acabou por se ver forçada a disputar jogos profissionais no Estádio Algarve, a setenta quilómetros de Portimão, durante largos meses de 2006.
Em Fevereiro de 2007 o Portimonense retorna a “casa” e os aspectos burocráticos acabam da melhor forma: em Julho de 2007 a Câmara Municipal de Portimão adquire a posse dos terrenos do estádio e este passa a chamar-se Estádio Municipal de Portimão.
É nessa altura que recebe algumas obras de requalificação a fim de poder participar nas competições profissionais da Liga: são colocadas cadeiras (verdes, cor da cidade), torniquetes e câmaras de videovigilância e é retirada a pala que cobria a bancada oeste (dos sócios) pois não garantia todas as normas de segurança. O Portimonense jogou com o estádio assim durante 3 anos, até que em 2010, confirmado após 20 anos o regresso do Portimonense à Primeira Divisão, surgiu a necessidade de entrar de novo com a infrastrutura em obras a fim de cobrir necessidades mais exigentes.
Actualmente o estádio recebe obras de adaptação que consistem em mandar abaixo a bancada topo norte (também conhecida como "peão") para a instalação de uma bancada provisória; novo relvado e respectivo sistema de drenagem; nova pala na bancada oeste - estes melhoramentos consistem na maior fatia de gastos por parte da Câmara que, no entanto, serão recuperáveis pois o objectivo é que "transitem" para o Estádio da Restinga, em Alvor, logo assim que o Estádio Municipal de Portimão for demolido, o que deverá acontecer aquando da construção do novo Complexo Desportivo de Portimão (no Barranco do Rodrigo). Das obras actuais também fazem parte o reforço da iluminação artificial, melhoramento dos camarotes de imprensa, comerciais e presidenciais, melhoramento dos balneários e de casas de banho; demolição do ringue exterior ao estádio, pinturas, etc..
O Estádio Municipal de Portimão volta, após 20 anos, a receber jogos da Primeira Liga, de cara lavada.


Hino

Portimonense
Expoente algarvio
De valor e brio
Na competição!

Portimonense
Teu altivo porte
Desde o sul ao norte
É já tradição!

Portimonense
Grita a mocidade
Da nossa cidade
Com força e razão!

Portimonense!
Portimonense!
É tua a vitória
Que te leva à glória
De ser campeão!

Nasceste a luz do sol de Portimão
Que brilha no estio
Brincaste com as redes das traineiras
Que dançam no rio.

Da faina do pescado tens a força
Coragem, destreza
Nos livros das escolas conheceste
Os feitos desta raça portuguesa.


Alcunhas Alvinegros

Site
http://www.portimonensesc.pt/