domingo, 11 de julho de 2010

Real Club Deportivo Mallorca

A história do Mallorca começou em 1916, quando um grupo de atletas que praticava futebol na cidade resolveu se unir e fundar uma agremiação organizada. No início, o nome do clube era Junta Directiva del Alfonso XIII FBC. No mesmo ano, recebeu o título de “real”, e transformou-se em Real Sociedad.

Até o início do Campeonato Espanhol, o clube, assim como a maioria das agremiações do país, ocupou-se com torneios regionais, e ficou fora da primeira divisão quando o certame foi criado.
Na verdade, o time só chegaria à elite do futebol espanhol no início da década de 1960. Antes disso, os principais acontecimentos do Mallorca foram longe dos gramados. A começar pelo próprio nome do clube.
Em 1931, o time deixa de ser conhecido como Real Sociedad para se chamar Club Deportivo Mallorca. Pouco depois, mais uma alteração, e a nova denominação passa a ser Real Club Deportivo Mallorca, nome que permanece até hoje.
Na década de 1940, o principal motivo de orgulho dos torcedores foi a inauguração do estádio Es Fortí, mais precisamente em 1945, que passaria a abrigar as partidas do Mallorca.
O local seria palco do primeiro acesso da equipe à divisão principal, que só aconteceria 15 anos depois, em 1960/61. Os anos iniciais, porém, não foram animadores. Depois de três temporadas consecutivas entre os melhores, o Mallorca caiu novamente. Chegou a conquistar mais dois acessos ainda nos anos 1960, mas a queda em 1969/70 só seria recuperada na década de 1980.
Mesmo assim, as ascensões naquele período também não foram definitivas. Foram quatro participações na primeira divisão e três rebaixamentos. Mesmo quando permanecia, o Mallorca não conseguia obter campanhas suficientemente boas para animar o torcedor.
A estabilidade só veio mesmo na década de 1990. Logo em 1991 já ficava clara a mudança do time rubro-negro. Além do 15º lugar no Campeonato Espanhol, o Mallorca ainda conseguiu sagrar-se vice-campeão da Copa da Espanha pela primeira vez em sua história.
O momento definitivo aconteceu a partir de 1996/97. Foi naquele ano que o clube conseguiu seu último acesso. Depois disso, se firmou na primeira divisão e não saiu mais.
Na temporada seguinte, o time conseguiu o até então inédito quinto lugar na Liga, que garantiu vaga na Recopa, a primeira competição européia. Além disso, conseguiu mais um vice-campeonato da Copa da Espanha.
Em 1998/99, além do terceiro lugar no Campeonato Espanhol, o Mallorca conseguiu o inédito vice-campeonato da Recopa perdendo para a Lazio, da Itália, na final. Foi neste ano também que o clube inaugurou o estádio Son Moix, que é utilizado até hoje.
O ponto mais alto dessa trajetória aconteceria em 2002/03. Foi nessa temporada que o clube conseguiu conquistar seu primeiro título importante. Foi a Copa da Espanha, vencida após uma final ante o Recreativo de Huelva.

Estádio

O Estádio ONO, antes conhecido como Son Moix, é um estádio de futebol localizado em Palma de Maiorca. Ele foi criado para a celebração da universidade de Palma em 1999. É o estádio onde joga o RCD Mallorca desde 1999, porque o clube fez um acordo com o conselho da cidade para isto.

O estádio se situa na zona industrial de Can Valero em Palma, 3 km do centro da cidade.
Tem capacidade para 23.142 pessoas e mede 107X69m. O estádio tem 2.000 lampadas, uma area de imprensa de 1500m2 e capacidade para 300 jornalistas. Tem uma das melhores instalações da europa.

Hino

Mallorca, Mallorca,

tot Mallorca està amb tu;
i sempre direm
com el Mallorca no hi ha ningú.
Mallorca, Mallorca,... (bis)

Cap amunt, cap amunt!
sempre amunt, sempre amunt!
el Mallorca guanyarà.

Cap amunt, cap amunt!
sempre amunt, sempre amunt!
el Mallorca triomfarà.

Mallorca!!, Mallorca!!
Mallorca!!, Mallorca!!
Mallorca, Mallorca
tot Mallorca...
guanyarem, guanyarem!
triomfarem, triomfarem!
el Mallorca és superior!!

Guanyarem, guanyarem!!
triomfarem, triomfarem!!
El Mallorca ès superior!!

Títulos


Copa do Rei da Espanha: 1(2002-03)
Supercopa da Espanha: 1(1998-99)

Apelido Ensaimada Mecánica
Mascote


A mascote do Mallorca é um demônio vermelho, que representa o clube há muitos anos. A escolha, porém, gera polêmica. Em 2006, por exemplo, uma torcedora, insatisfeita com a má campanha da equipe no Campeonato Espanhol, disse que o motivo do desempenho era ter como símbolo algo demoníaco.
Depois desta declaração, a mascote não foi vista nas partidas do Mallorca durante cerca de três meses. A diretoria, no entanto, negou que tenha afastado o animador que se vestia de demônio, e logo depois que foi questionada pela imprensa sobre o assunto, recolocou a mascote a perambular nos gramados.

Site

http://www.rcdmallorca.es/