domingo, 14 de novembro de 2010

Football Club de Metz

O Metz foi fundado em 1919, como Círculo Atlético de Metz, sendo a grande alternativa em termos de prática desportiva da cidade homônima. Logo no início de sua história, o time foi ganhando seu espaço no futebol francês em torneios amistosos. Sofria, porém, com o mesmo problema das outras agremiações do país. Sem o profissionalismo, não havia campeonato organizado que pudesse avaliar a qualidade dos times. Isso só foi acontecer em 1932, quando o Metz participou da primeira edição do Campeonato Francês, mas na divisão inferior.
Na elite, a equipe fez sua estréia em 1935/36, logo depois de conquistar o título da série de acesso. Fazia, no entanto, apenas campanhas medianas no certame, alcançando, no máximo, um sétimo lugar em 1936/37. Seu grande momento naquela época foi na Copa da França.
Em 1937/38, o time foi à decisão contra o poderoso Olympique de Marselha, e deu trabalho. Depois de empate por 1 a 1, o Metz caiu na prorrogação e viu a chance do primeiro título escapar.
A seqüência seria quebrada no fim da década, com o começo da Segunda Guerra Mundial. No meio do conflito com a Alemanha, a região de Metz foi tomada pelo império germânico. Com isso, o clube passou por graves sanções. O regime nazista proibia que as agremiações pagassem os jogadores e os franceses tiveram de se adaptar.
A situação mudou apenas com o fim da guerra, quando a região foi novamente incorporada pela França. A volta à elite foi em 1945/46, quando o time iniciou uma grande seqüência entre os melhores do país. Ficou na primeira divisão até o fim da década de 1950, com apenas uma temporada na segunda divisão, em 1950/51.
É bem verdade que isso foi conquistado também com o auxílio da federação nacional. Logo após a reintegração, o Metz se encontrava em grave crise e precisava de apoio para crescer novamente. A solução encontrada pelos dirigentes foi impedi-lo de ser rebaixado por algum tempo da primeira divisão (privilégio também concedido ao Strasbourg). O clube, porém, abdicou dessa medida logo na terceira temporada.
No começo da década de 1960, porém, o Metz começou a viver o tormento da segunda divisão. Passou boa parte desse período buscando o acesso, sem conseguir, no entanto. Passou também por grandes vexames dentro dos gramados. Em 1960/61, por exemplo, foi derrotado de maneira recorde pelo RC Paris (11 a 2).
A fase negra durou até o fim daquela década. Isso porque, em 1966/67, o Metz conseguiu a sonhada vaga na primeira divisão depois de cinco anos longe dos melhores. Daquele momento até os dias atuais, o clube só não esteve entre os melhores em uma oportunidade.
O começo dessa época foi bom para a agremiação. Logo em 1968/69, o Metz terminou o ano na terceira colocação do Campeonato Francês, atrás apenas de Saint-Étienne e Bordeaux.
Aquele momento, porém, foi raro na história da equipe, que repetiria o desempenho em poucas oportunidades. Na década de 1970, por exemplo, apesar de alguns craques no time, o Metz não conseguiu mais que a quinta colocação de 1978/79. A salvação era a Copa da França, em que o time ia melhor, chegando às semifinais em 1975/76.
Só que a grande glória da história da equipe estava guardada para a década de 1980. Foi nesse período que o time venceu, pela primeira vez na sua história, um torneio nacional. Foi em 1983/84, quando superou o Monaco na decisão da Copa da França, conquistando o caneco. Repetiria a campanha em 1987/88, em vitória sobre o Sochaux.
Enquanto isso, no Campeonato Francês, o Metz seguia fazendo papel mediano. O panorama começou a ser alterado na década de 1990, quando a agremiação conseguiu recuperar-se de um período de descrédito da torcida.
Foi a melhor época da história do Metz, que foi semifinalista da Copa da França em 1994/95, campeão da Copa da Liga Francesa em 1995/96, e vice-campeão Nacional em 1997/98. Com a saída dos grandes destaques do time, a coisa degringolou e ele caiu de produção.
O resultado foi o rebaixamento de 2001/02, quando o time terminou o Campeonato Francês em 17º. Depois do acesso na temporada seguinte, o Metz voltaria a cair em 2005/06, desta vez como lanterna do certame. A vaga entre os melhores foi assegurada em 2006/07, com a conquista da segunda divisão.
Na temporada 2007/2008 o clube, porém, não foi bem e acabou sendo rebaixado. Em 2008/2009 o Metz disputa a segunda divisão do Campeonato Francês.

Títulos

Copa da França 1983/84 e 1987/88
Copa da Liga da França 1985/86 e 1995/96 
Campeonato Francês  2° divisão : 1935 e 2007

Estádio

Stade Municipal Saint-Symphorien é um estádio multi-uso em Metz, França. É utilizado principalmente para jogos de futebol pelo FC Metz. O estádio é capaz de sustentar 26.700 pessoas e foi construído em 1923.


Mascote

A mascote do Metz é um dragão conhecido como Graoully, que é também um dos símbolos da cidade homônima. Diz a lenda que, desde a Idade Média, as mães contam histórias do animal para amedrontar as crianças.

Apelidos

Les Grenats, Les Graoullys


 Site

http://www.fcmetz.com/