terça-feira, 16 de novembro de 2010

Le Mans Football Club

O clube foi fundado em 1985 como resultado de uma fusão sob o nome de Le Mans Union Club 72. Em 2010, Le Mans mudou seu nome para Le Mans FC para coincidir com a remodelagem do clube, que inclui a mudança para um novo estádio, MMArena, que abriu em Janeiro de 2011.
 Desde o início do século 20, o município de Le Mans vê os amantes do esporte do município se dividirem entre duas paixões: o futebol e o automobilismo. A cidade é uma das mais tradicionais da velocidade em todo o mundo, enquanto os clubes locais nunca conseguiram grandes resultados em campo.
Assim, ao longo do tempo, o futebol foi ficando em segundo plano em Le Mans. Para piorar, os fãs da modalidade ainda se dividiam em dois clubes de pouca expressão nacional, o US Le Mans e o SO Maine.
Até a década de 80, as duas agremiações sofreram com o descaso e não tinham mais o apoio da prefeitura, que estava cansada de seguidas más administrações que levavam muito dinheiro do município. A situação esportiva dos clubes, no entanto, continuava penosa.
Ambos alternavam de divisão com muita facilidade, sempre muito longe da elite do Campeonato Francês. Foi aí que o dirigente Roland Grandier, do SO Maine, começou a colocar em prática sua idéia de fundir os dois clubes, criando uma única e forte agremiação no município.
Isso começou a acontecer apenas nos anos 1980, com o apoio da câmara municipal. Depois de muita discussão, surgiu, enfim, o Mans União Clube, em 1985. De cara, começou a disputar a terceira divisão (herança esportiva do SOM) no estádio Léon Bollée (que era do USM).
Le Mans Union Club 72
Nos gramados, o time começou a crescer a partir de 1988, quando a equipe, comandada por Christian Gourcuff, conseguiu o acesso à segunda divisão nacional pela primeira vez em sua história, após terminar o certame na segunda colocação.
Daí em diante, passaria a contabilizar uma descida à terceira novamente e só se estabeleceria na série de acesso na década de 90. Foi quando o time começou a flertar com a elite francesa. A primeira vez foi em 1990/91, quando perdeu a vaga na última rodada para o Strasbourg, que venceu confronto decisivo por 3 a 1.
Essa relação com os melhores não seria constante. Se ocorria a aproximação dos primeiros lugares em alguns anos, em outros brigava ferozmente para fugir da terceira divisão. Teve outro momento de auge no fim daquela década, quando realizou campanha memorável na Copa da França. Na temporada 1998/99, o time chegou à semifinal de maneira inédita contra o Sedan, perdendo a vaga para a decisão apenas na prorrogação.
O grande momento do Le Mans, porém, apareceria já no século 21. Foi nesse período que o clube conseguiu seu primeiro acesso à primeira divisão. A campanha histórica aconteceu na temporada 2002/03, quando a equipe encerrou o certame na segunda posição, atrás apenas do campeão Toulouse.
A experiência seria breve. O Le Mans fez apenas 38 pontos em 38 jogos no ano e terminou com a vice-lanterna, caindo novamente para a segunda divisão. Felizmente, a agremiação conseguiria o retorno à elite logo em seguida.
Mais uma vez entre os melhores, o Le Mans já conseguiria um desempenho melhor. Em 2005/06 o time não se aproximou do título ou mesmo de nenhuma competição européia, mas, pelo menos, esteve longe do rebaixamento. Terminou na 11ª posição com 52 pontos em 38 jogos. No ano seguinte, desceria um lugar na tabela, se firmando na primeira divisão.
Rebaixado à Ligue  2 na temporada 2009-10.

Estádio

Stade Le Mans é um estádio multi-uso em Le Mans, na França, que foi inaugurado em janeiro de 2011. É utilizado principalmente para partidas de futebol e os anfitriões jogos em casa de Le Mans FC. O estádio tem capacidade para 25.000 pessoas. Ele substitui o seu atual estádio Stade Léon-Bollée.

Apelido: Mucistes

Mascote
A mascote do Le Mans é uma bolinha animada, que foi adotada pela torcida organizada do clube há alguns anos, apesar de não ser oficial. A escolha não tem motivo aparente.

Site

http://www.lemansfc.fr/