quinta-feira, 3 de março de 2011

Corporación Deportiva Club Atlético Nacional

Criado em 1951, o Atlético Nacional  é um dos clubes mais populares da Colômbia. Grandes jogadores já vestiram a camisa do time, muito tradicional na América do Sul. O Nacional estreou no Campeonato Colombiano apenas em 1954. O torneio ainda estava em sua sétima edição. E nada melhor do que começar sendo campeão do país. Com uma vitória por 1 a 0 sobre o Independiente Medellín, o clube começava sua gloriosa história.
Depois de um jejum de 19 anos, o Nacional voltaria a vencer o Campeonato Colombiano. Sob o comando do técnico César Lopez Fretes, o time jogou futebol vistoso, que a torcida recorda com carinho até hoje.
O tricampeonato veio em 1976, quando a equipe bateu o Caldas por 2 a 0, com gols de Jorge Ortiz e Emilio Vilarete. O time voltaria a vencer o campeonato em 1981, vencendo o América de Cali por 1 a 0. Definitivamente, o Nacional se estabelecia como um grande clube do futebol colombiano.
Em 1989 veio a maior glória da história do Nacional. Foi a primeira vez que o clube venceu uma competição internacional. E não foi qualquer torneio. A equipe conquistou o título da Taça Libertadores da América. Em seu estádio, Atnasio Girardot, venceu o Olímpia na decisão para sagrar-se campeão das Américas.
No elenco campeão estava o folclórico goleiro Higuita. Com uma atuação que o fez ser chamado de “extraterrestre” pela torcida, o arqueiro foi o grande herói da conquista da Libertadores. A torcida nunca esteve tão orgulhosa de seu time, que finalmente havia conquistado o título máximo do continente.
Os anos 1990 foram, sem dúvida, os mais vitoriosos da história do Nacional. Logo no primeiro ano, o time venceu sua primeira Copa Interamericana. Esse torneio era disputado entre o campeão da Libertadores e o campeão da Concacaf . Na ocasião, o Nacional derrotou o Pumas do México.
Em 1991, a agremiação sairia de uma fila de dez anos sem vencer o Campeonato Colombiano. Além do título, outra alegria que a torcida teve foi ver a formação de um ataque que faria história no time. A dupla responsável pelos gols do Nacional era formada pelos conhecidos Faustino Asprilla e Victor Aristizábal.
Até hoje, esses jogadores são lembrados como a melhor dupla de ataque da história do clube. O título veio em cima do América de Cali mais uma vez. O resultado foi de 2 a 1 para o Nacional. A torcida comemorou o pentacampeonato nas ruas por quase 24 horas.

Em 1994, o clube conquistou mais um título do torneio, agora com a volta do goleiro Higuita, que havia passado um ano na cadeia e se recuperava do trauma da morte do amigo Andrés Escobar.
Em 1998, o Nacional conquistou mais um título internacional. Dessa vez foi a Copa Merconorte. O time foi convidado para participar do torneio e, na final, venceu o Nacional Medellín em dois jogos.
Em mais uma decisão contra o rival América de Cali, o Nacional voltaria a vencer o Campeonato Colombiano em 1999. Era o sétimo título nacional do clube.
Mais uma Merconorte para o clube, abrindo o novo milênio com um título internacional em cima do rival Millonarios. Em uma demonstração de força, o time garantiu o título da competição, conquistando o bicampeonato do torneio.
Apesar de ter começado bem a década, o Nacional viveu uma crise que durou quase cinco anos. Durante esse período, o time não conseguiu se sair bem em nenhuma das competições que dispuou. Superada a crise, o Nacional conquistaria seu oitavo título colombiano em 2005. Mauricio Serna e Aristizábal foram os grandes desataques da campanha vitoriosa do ano. Cheio de desfalques na final contra o Santa Fé, o Nacional sagrou-se campeão mais vez vencendo a partida por 2 a 0. Era o alívio esperado para o clube que acabara de atravessar uma crise.
Dois anos depois, o nono título. O campeonato passou a ter dois campeões por ano. Um a cada semestre. O Nacional ficou com o título da primeira metade do ano. Com belas atuações do agora veterano, Aristizábal, o time venceu as duas partidas que realizou contra o Atlético Hulia.

O time conseguiu conquistar os dois títulos do país disputados em 2007. Com os títulos, o clube ganhou o direito de participar da Libertadores 2008 e tentar o bicampeonato da competição mais desejada da América.

Títulos

Copa Interamericana: 1990 e 1995.
Copa Libertadores da América: 1989.
Copa Merconorte:  1998 e 2000.
Campeonato Colombiano:  1954, 1973, 1976, 1981, 1991, 1994, 1999, 2005, 2007-I e 2007-II.

Estádio 

O Estádio Atanasio Girardot é um estádio localizado em Medellín, na Colômbia.
Inaugurado em 19 de Março de 1953, tem capacidade para 45.087 torcedores, faz parte do complexo esportivo da cidade, recebendo os mais diversos eventos, esportivos ou culturais.
É a casa dos clubes de futebol Altético Nacional e Independiente Medellín. Foi uma das sedes da Copa América 2001, vencido pelos anfitriões.
O nome do estádio e do complexo esportivo homenageia Atanasio Girardot (1791 - 1813), héroi da independência da Colômbia e da Venezuela.

Mascote

Nacho, como é chamada pela torcida do Nacional, é a mascote do time. Um tigre de bengala verde é o símbolo do clube em todos os jogos que realiza. Amado principalmente pelas crianças na Colômbia, Nacho dá um bom lucro ao Nacional com venda de produtos relacionados a seu nome.

Apelidos "Los Verdolagas, Rey de Copas colombiano, El Verde Paisa"

Site 

http://www.atlnacional.com.co/