quarta-feira, 23 de junho de 2010

Slovenský futbalový zväz

A Slovenský futbalový zväz, ou Associação de Futebol Eslovaca, foi fundada em 1993, depois do espólio da Tchecoslováquia. A Eslováquia, como seleção nacional, não conseguiu o sucesso que os tchecos tiveram em seus primeiros anos de país independente. Enquanto os vizinhos, mais ricos e considerados mais talentosos, conseguiram chegar à final da Eurocopa já na sua primeira participação como República Tcheca, em 1996, a Eslováquia sequer conseguiu classificação para o torneio.
A história da seleção da Eslováquia, porém, não começa em 1993. Em 27 de agosto de 1939, a seleção da República Eslovaca (que durou de 1939 a 1945) jogou em Praga – justamente a capital Tcheca – contra a seleção da Alemanha. Mais: venceram a seleção alemã por 2 a 0 em sua primeira partida oficial. O jogo foi realizado exatamente quatro dias antes do início da Segunda Guerra Mundial, que tem seu início atribuído a 1 de setembro daquele ano.
Depois da Segunda Guerra Mundial, a eslováquia passou a fazer parte da Tchecoslováquia, onde seus principais jogadores atuaram durante 50 anos. Ainda que os tchecos tivessem mais nome, os jogadores eslovacos chegaram a ser maioria da seleção, e em um momento importante: a conquista da Eurocopa de 1976 jogada na Iugoslávia. Na ocasião, 15 dos 22 convocados eram eslovacos.
Depois do fim da Tchecoslováquia, o primeiro jogo da seleção da Eslováquia como país independente foi 2 de fevereiro de 1994, em Dubai, contra os Emirados Árabes Unidos, quando os europeus venceram por 1 a 0. O primeiro jogo em solo eslovaco depois da independência foi uma derrota para a Croácia por 4 a 1, em Bratislava, no dia 20 de abril de 1994.
A primeira competição oficial da seleção foi o qualificatório para a Eurocopa de 1996. A seleção não conseguiu classificação, ficando em terceiro lugar no seu grupo, atrás da França e da Romênia. Ainda assim, conseguiu suas primeiras vitórias em torneios oficiais, contra Polônia, Israel e Azerbaijão. Nas Eliminatórias para a Copa de 1998, os eslovacos enfrentaram a República Tcheca pela primeira vez. Nos dois confrontos, uma vitória em Bratislava por 2 a 1 e uma derrota em Praga por 3 a 0. Porém, as duas seleções ficaram fora do Mundial, já que os primeiros colocados do grupo foram a Espanha e a Iugoslávia.
A busca por vaga em Eurocopa e Copa do Mundo
Para a Eurocopa de 2000, nova frustração. A Eslováquia ficou atrás de Romênia e Portugal nas Eliminatórias e acabou fora da competição. Na tentativa de ir à Copa de 2002, os eslovacos tiveram pela frente um grupo possível, com Suécia, Turquia, Macedônia, Moldávia e Azerbaijão. Porém, suecos e turcos ficaram à frente na classificação e foram à primeira Copa do Mundo na Ásia. Mais uma vez, a Eslováquia ficava fora da Copa.
Nas Eliminatórias para a Eurocopa de 2004, a Eslováquia reencontrou a Turquia, e novamente ficou fora da fase final da competição. Desta vez, além da Turquia, uma forte Inglaterra deixou os eslovacos sem o gostinho de disputar a fase final de uma Eurocopa.
Finalmente, em 2006, a Eslováquia conseguiu o segundo lugar no grupo 3 das Eliminatórias Europeias, atrás de Portugal, classificado direto para a Copa, e conseguiu um lugar entre as seleções que disputariam a Repescagem. Porém, a Eslováquia deu azar e enfrentou a mais forte do sorteio, a Espanha. E o sonho acabou já na primeira partida: goleada por 5 a 1 dos espanhóis em Madri. Com um empate por 1 a 1 no jogo de volta, o sonho de chegar à Copa do Mundo foi adiado mais uma vez.
Nas Eliminatórias para a Eurocopa de 2008, novo encontro com a República Tcheca no grupo D, além da Alemanha, cabeça-de-chave do grupo. A Eslováquia não fez boa campanha e acabou em quarto lugar, atrás de República Tcheca e Alemanha, que se classificaram, e da Irlanda. Para a Copa de 2010, novo encontro com os vizinhos tchecos. Desta vez, porém, a Eslováquia conseguiu fazer ótima campanha e surpreender, classificando-se em primeiro lugar no grupo 3, à frente da Eslovênia, República Tcheca, Irlanda do Norte, Polônia e San Marino. E a classificação foi conseguida com uma vitória por 1 a 0 fora de casa contra a Polônia, seleção que tinha conseguido classificação para a última Copa do Mundo, em 2002, sob muita neve. A Eslováquia estava garantida no Mundial.
Geração de jovens
Para a Copa do Mundo, a Eslováquia levará um time jovem. O principal jogador da equipe é Marek Hamsik, que joga no Napoli, e tem conseguido grande destaque jogando na Serie A. O meia foi capitão da seleção em alguns jogos das Eliminatórias e é dele que se espera as grandes atuações.
Otros jogadores de times importantes da Europa compõem a seleção. Na defesa, Martin Skrtel, do Liverpool, é o principal nome. Jogador de força física e ótimo no jogo aéreo, dá segurança à defesa eslovaca. No meio-campo, destaque para Vladimir Weiss, filho do técnico Vladmir Weiss, e aposta do Manchester City para o futuro. O jogador costuma atuar pelo lado direito e tem como característica principal sua habilidade. Ganhou posição no time nas últimas partidas das Eliminatórias e pode até ser titular na África do Sul. No ataque, o artilheiro da equipe é Stanislav Sestak, jogador do Bochum, da Alemanha, que marcou seis vezes na campanha e deve ser titular no Mundial.
A Eslováquia vai à África do Sul para sua primeira Copa do Mundo como país independente, já que a Fifa não considera o país estreante em Copas. Para a entidade, tanto Eslováquia quanto República Tcheca são herdeiras da história da Tchecoslováquia. Para a Fifa, pode até ser que a Eslováquia não seja estreante. Para um país que nunca viu sua bandeira independente participar da fase final de uma competição de seleções, o sentimento é sim de estreia.

Fonte
http://www.trivela.com/Conteudo.aspx?secao=54&id=21469


Site
http://www.futbalsfz.sk/