sábado, 27 de setembro de 2008

Itabuna Esporte Clube

Apesar de fundado oficialmente em 23 de maio de 1967, pode-se dizer que a história do Itabuna Esporte Clube começou em 3 de maio de 1929, com a fundação do Itabuna Futebol Clube.

O Itabuna Esporte Clube provém do Itabuna Futebol Clube, time amador da cidade de Itabuna que, com a mudança de seus estatuto para sair do amadorismo e passar a ser considerado um time profissional, mudou o seu nome.

Inicialmente, o Itabuna Esporte Clube adotou as cores amarelo e preto como oficiais, mudando somente décadas mais tarde para o azul e branco, como forma de homenagear a seleção da cidade de Itabuna, octacampeã de futebol amador do estado da Bahia, que foi a base do primeiro time profissional do clube.

No ano de 1970, sob a presidência de Gabriel Nunes, o Itabuna foi vice-campeão baiano numa brilhante campanha. Poderia ter sido campeão, não fosse a parcialidade do Sr. Cícero Bahia Dantas, então interventor da Federação Baiana, que, após o Itabuna haver empatado com o Bahia, na Capital, resolveu suspender o campeonato, sob a infantil alegação de que o Bahia ia disputar a Copa Brasil. Nesse ínterim, enquanto o Bahia enfrentava as melhores equipes nacionais o Itabuna para não ficar parado, enfrentava equipes interiores sem expressão.

Na disputa final, o Itabuna foi derrotado e o Bahia sagrou-se campeão baiano. Uma particularidade que não passou despercebida: O Sr. Cícero Bahia Dantas foi quase que eternamente Chefe do Departamento Jurídico do Bahia.

Nas últimas décadas, o Itabuna se alternou entre as primeira e segunda divisões do futebol baiano, conseguindo vários acessos, mas amargando inúmeros rebaixamentos também.

Voltou à primeira divisão do futebol baiano em 2002 após vencer a final da 2ª Divisão contra o Jacuipense diante de 24 mil torcedores no Luiz Viana Filho. Após isso, tem alternado boas e más participações nos campeonatos em que participou. Em 2003, chegou às semifinais, sendo eliminado pelo Vitória, num disptado confronto de duas partidas, apesar de ter perdido em Itabuna por 1X0 e em Salvador por 2X0.

No ano seguinte, 2004, classificou-se em primeiro lugar no seu grupo, mas acabou sendo elminado pela modesta equipe do Poções, após sofrer uma inesperada derrota dentro de seu estádio. No Campeonato do interior deste mesmo ano, que valia vaga para a Terceira divisão do Campeonato Nacional, chegou as semifinais, sendo eliminada pela forte equipe da Catuense.

Em 2005, foi eliminado na primeira fase, porém no Campeonato do Interior, classificou-se em primeiro no seu grupo, sendo eliminado nas quartas de final pelo time B do Bahia, após sofrer uma derrota em casa nos últimos minutos do jogo.

No ano de 2006 o Campeonato Baiano foi disputado em dois turnos, pois o Bahia e o Vitória disputariam neste ano a Série C do Campeonato Brasileiro. Em ambos os turnos a equipe do Itabuna foi eliminado na fase de Quartas-de-finais, no 1º turno o carrasco do azulino o Ipitanga e no 2º turno foi a vez do Bahia eliminar o Itabuna.

Em 2007 o Campeonato Baiano foi disputado em um sistema de todos-contra-todos em ida-e-volta classificando-se os quatro primeiros colocados para um quadrangular que decidiria o campeão, o Itabuna fez uma péssima campanha ficando na 9ª Colocação.

Já em 2008 foi o ano do volta do Itabuna a ser protagonista, no Campeonato Baiano - que foi disputado nos mesmos moldes do ano anterior - teve um início irregular, quando chegou a ocupar a 9ª Colocação, mas com a chegado do Técnico Ferreira, a equipe conseguiu uma arrancada espetacular, alcançando a classificação para o Quadrangular Final com uma rodada de antecedência. No Quadrangular a equipe iniciou com 3 derrotas, obteve 2 vitórias consecultivas, chegando a última rodada sonhando com o tão almejado título, mas no confronto final contra o Vitória no Estádio do Barradão a equipe não se encontrou no 2º Tempo levando uma goleado por 5 a 1, finalizando o Campeonato Baiano na 4ª Colocação. Posição esta, que o garantiu disputar a Série C Campeonato Brasileiro neste mesmo ano, encerrando um jejum de disputas nacionais desde 1984, quando disputou a Taça de Prata (2ª Divisão do Campeonato Brasileiro).

Estádio

Estádio Municipal Luiz Viana Filho é um estádio de futebol de Itabuna (Bahia), que atende ao Itabuna Esporte Clube e ao Grapiúna Atlético Clube.

Sua capacidade é de 20 mil pessoas. O Itabunão, como é conhecido o estádio, foi inaugurado em 28 de julho de 1973, no jogo entre o Itabuna e o Vitória com placar final de 2 a 2. O primeiro gol do estádio é do jogador do Itabuna Dery.

O maior público do Estádio ocorreu do jogo entre o Flamengo-RJ e o Vasco da Gama-RJ no dia 20 de março de 1977 com um público de 28.213 pessoas, com placar de 2 a 1 para a equipe do Flamengo.

Hino

Vamos lá, Itabuna
Toca essa bola para frente
Só mais uma vitória
Para os amigos, para a gente

Faz a galera viver
Em volta da emoção
Conquiste, meu time de fé
Títulos de campeão

Faz a galera viver
Em volta da emoção
Conquiste, meu time de fé
Títulos de campeão

Avante, dragão do sul
A chama não deve apagar
Esquadrão azul e branco
Tem garra para ganhar

Toda nação no gramado
És a força maior
Na luta pela conquista
Nos campos de futebol

Toda nação no gramado
És a força maior
Na luta pela conquista
Nos campos de futebol

Mais um, mais um
Mais um, Itabuna
Mais um, mais um
Mais um tento do Filó

Mais um, mais um
Mais um, Itabuna
Mostre que és o melhor

Mascote - Azulão Grapiúna






site:http://www.itabunaesporteclube.com.br