quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Everton Football Club

O Everton foi oficialmente fundado em 1878, mas sua criação começou a se desenhar oito anos antes. Nessa data foi fundado o colégio de St. Domingo, que daria origem à agremiação. O time de futebol da escola foi ganhando vida, até que, em 1878, foi fundado o St. Domingo Football Club, que passaria a ser conhecido como Everton apenas um ano depois.

O clube começou bem sua história. Sua primeira partida foi disputada em 1879, contra o também recente St. Peters. Já usando as cores azul e branca, o time superou o adversário da por 6 a 0.

Porém, enquanto conseguia bons resultados dentro dos gramados, fora dele o Everton penava para conseguir se estabelecer em algum local. Seu primeiro estádio foi o Stanley Park, que tinha capacidade para apenas 2 mil pessoas. Na seqüência, o time tentou se estabelecer em Priory Road, e, posteriormente, em Anfield Road (que hoje abriga o arqui-rival Liverpool).

Quando finalmente conseguiu um espaço para atuar, teve reconhecimento esperado. Depois de boas campanhas em competições regionais, o Everton foi convidado pelos clubes do norte para participar do primeiro Campeonato Inglês, disputado em 1888 por apenas 12 clubes.

Depois de um oitavo lugar e um vice-campeonato em 1889/90, o time conseguiu seu primeiro troféu nacional já em 1890/91. O grande herói daquela conquista foi Fred Geary, que marcou 20 gols em 22 partidas. O sucesso, porém, causou problemas administrativos à agremiação.

Isso porque o dono de Anfield Road aumentou o preço do aluguel do local, o que fez o Everton se mudar novamente. Foi aí que o clube encontrou o Goodison Park, que até hoje é a casa da equipe. O novo palco inspirou o time a chegar à sua primeira final de Copa da Inglaterra em 1892/93. Na final, porém, foi derrotado para o Wolverhampton por 1 a 0.

O Everton ainda repetiria o desempenho em 1896/97, quando perdeu a decisão para o Aston Villa, por 3 a 2. A tão esperada conquista só viria em 1905/06, quando o time superou o Newcastle. O time começava, então, a se firmar como uma das forças do futebol do país, sempre entre os primeiros colocados.

O segundo título do Campeonato Inglês, porém, veio apenas em 1914/15. Com grande temporada de Bobby Parker, que fez 36 gols em 35 partidas e foi o artilheiro da competição, o Everton garantiu o título por quatro anos. Isso porque nesse período o futebol no país foi suspenso em decorrência da Primeira Guerra Mundial.

Só que a paralisação não fez bem para a equipe, que não foi bem durante parte da década de 1920. A recuperação veio em 1927/28, quando o atacante Dixie Dean marcou nada menos do que 60 gols, um recorde até não igualado no Campeonato Inglês, e ajudou a equipe a conquistar seu terceiro título nacional.

O troféu seria seguido de um momento trágico. Duas temporadas depois, o Everton foi muito mal no Campeonato inglês e acabou sendo rebaixado para a segunda divisão pela primeira vez em sua história.

A passagem foi rápida. Com show de Dixie Dean na série inferior, o Everton voltou a ficar entre os melhores e ainda chegou à sua quarta conquista do Inglês em 1931/32, com o goleador marcando 44 gols e terminando mais uma vez como artilheiro. Na seqüência, o time ainda conquistaria sua segunda Copa da Inglaterra, ao vencer o Manchester City na final por 3 a 0.

Com a aposentadoria de Dixie Dean em 1937, o Everton parecia fadado ao declínio. A chegada de Tommy Lawton, porém, mudou essa situação. O jovem confirmou seu potencial e trouxe o quinto título inglês para Goodison Park em 1938/39, conseguindo também a artilharia da competição com 35 gols.

Mas a carreira do jogador no Everton foi interrompida pela Segunda Guerra Mundial. Com a paralisação devido ao confronto, que durou sete anos, Lawton acabou acertando com o Chelsea e nunca mais atuou pela equipe de Liverpool. Com isso, o time caiu muito de produção e a segunda divisão já era algo esperado, que acabou se confirmando em 1950/51.

O Everton, então, passou três anos de apuros na segunda divisão. Só conseguiu o sonhado acesso em 1953/54, quando John Parker e Dave Hickson lideraram a vitoriosa campanha, marcando 56 gols ao todo. Só que a presença entre os melhores não era garantia de bons resultados, e a agremiação não venceu nada até o fim da década de 1950.

Nos anos 1960, porém, isso mudaria. Em 1962/63, com Alex Young e Roy Vernon no ataque, o Everton alcançou mais um título do Campeonato Inglês, o sexto da história. Seria o começo de um período vitorioso.

Além de algumas participações em competições continentais, o time de Goodison Park também conseguiu a Copa da Inglaterra de 1965/66, em uma final emocionante contra o Sheffield Wednesday. Depois de estar perdendo por 2 a 0, a equipe de Liverpool superou a adversária na etapa final com um gol decisivo de Derek Temple nos minutos finais.

Anos depois veio mais um troféu do Campeonato Inglês. Em 1969/70, o time, comandado por Joe Royle, venceu a competição mais uma vez. Posteriormente, no entanto, o Everton viveria um momento ruim dentro dos gramados.

O renascimento da equipe só aconteceria nos anos 1980, e mesmo assim não seria rápido. A recuperação foi se dando aos poucos. Em 1983/84, por exemplo, o clube conseguiu a Copa da Inglaterra. Era, no entanto, apenas um aperitivo para a temporada seguinte, que seria a maior de todos os tempos do Everton.

No Campeonato Inglês, estabeleceu um recorde particular de 90 pontos ganhos, e foi campeão com 13 de diferença para o vice e arqui-rival Liverpool. Mais que isso, o clube de Goodison Park conseguiu seu primeiro grande triunfo no continente. Venceu a Recopa daquele ano, superando o Rapid Vienna, da Áustria, na decisão.

O time buscava, então, a sonhada tríplice coroa (competição continental, copa nacional e campeonato nacional), que até então não tinha sido vencida por nenhum outro time inglês. Só que, na final da Copa da Inglaterra, foi derrotado pelo Manchester United. Essa geração ainda daria um último título para o Everton. Foi em 1986/87, e desde então o time não subiu no lugar mais alto do pódio do Nacional.

Daí em diante, o time de Goodison Park entraria em mais uma fase sem títulos. Até o início da temporada 2007/2008, a única conquista do Everton foi a Copa da Inglaterra de 1994/95, quando a estrela do time era Dave Watson.


Títulos

Campeonato Inglês: 1890/91, 1914/15, 1927/28, 1931/32, 1938/39, 1962/63, 1969/70, 1984/85 e 1986/87
Copa da Inglaterra: 1905/06, 1932/33, 1965/66, 1983/84 e 1994/95
Recopa Européia: 1984/85 

Estádio
O Everton originalmente jogava na zona sudeste de Stanley Park, em Liverpool, com a primeira partida oficial acontecendo em 1879. Em 1882, um homem chamado J. Cruitt doou um lote de terra na Priory Road, que viria a se tornar a primeira casa do clube antes da mudança para Anfield, estádio em que o Everton mandou seus jogos até 1892. Nessa época, uma discussão envolvendo o aluguel do estádio levou o Everton a deixar de ali mandar os seus jogos, como também deu origem à formação de um novo time. O novo clube, o Liverpool FC, ficou com o Anfield, e o Everton mudou-se para o Goodison Park, que desde então é o local onde o clube manda seus jogos. Desde aqueles eventos, existe uma intensa rivalidade entre Everton e Liverpool, que fazem um dos maiores derbys do futebol inglês.
O Goodison Park já sediou mais partidas da primeira divisão nacional do que qualquer outro estádio do Reino Unido e foi o único estádio inglês pertencente a um clube a ser utilizado nas semifinais da Copa do Mundo de 1966. Foi também o primeiro estádio da Inglaterra a dispor de um sistema de aquecimento do gramado, o primeiro a ter dois lances de arquibancadas em todo seu entorno e também o primeiro a ter três lances de arquibancadas de um dos seus lados. O Goodison é o único estádio do mundo que tem uma igreja dentro de sua área — a igreja de São Lucas, o Evangelista —, localizada no canto compreendido entre a arquibancada principal e a Gwladys Street End.

Capacidade 40.569

Hino

Come all ye faithful,
Joyful and triumphant,
For we are the People's Club on Merseyside,
Come and support them,
On their way to glory,
Come let us adore them,
Oh come let us adore them
Oh come let us adore them - EVERTON.

Come all ye people,
We are Moyses' Army,
Oh come ye, oh come ye to Goodison,
Come and support them
On their way to glory
Come let us adore them
Oh come let us adore them
Oh come let us adore them – EVERTON

Oh we hate Bill Shankly,
and we hate St John,
But most of all we hate Big Ron,
And we'll hang the Kopites one by one,
On the banks of the royal blue Mersey...

Oh to hell with Liverpool,
And Rangers too
We'll throw them all in the Mersey
And we'll fight fight fight,
With all our might,
For the boys in the royal blue jerseys...



Mascote

A mascote do Everton vem de um de seus apelidos, Toffees. O símbolo é representado por um vendedor de balas de leite, as famosas milk toffees e se chama Mr. Toffee, ou o senhor das balas de tofe. A origem do apelido tem várias explicações e uma delas é um estabelecimento chamado Mother Noblett's Toffee Shop, que em dias de jogos distribuía esse tipo de doce no estádio do clube. Outra loja, a Ye Anciente Everton Toffee House, que fica perto da sede do time, pode ter dado origem ao apelido dos Blues.


Apelido: The Toffees, The Blues,
The People's Club, The School of Science


Site