quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Leeds United Association Football Club

O Leeds United foi primeiramente fundado em 1904, com o nome de Leeds City FC, mas foi forçado pela The Football League a fechar as portas em 1919 em resposta à acusações de pagamentos ilegais aos jogadores durante a I Guerra Mundial.
Um novo clube, o Leeds United, foi formado e acabou por receber um convite do então secretário da Midland League Mr. J. Nicholson para disputar esta liga. O Yorkshire Amateurs, time que até então ocupava o Elland Road, se ofereceu para deixar o estádio à disposição do novo time fundado na cidade, que estava sob o comando do jogador Dick Ray.
O presidente do Huddersfield Town, Mr. Hilton Crowther, emprestou ao Leeds uma soma de £35.000, que seria paga assim que o Leeds conseguisse uma promoção para a Division One. Ele ainda trouxe o então treinador do Barnsley Arthur Fairclough para o Leeds e, em 26 de fevereiro de 1920, Dick Ray tornou-se assistente deste.
A diretoria do Leeds escolheu George Graham como substituto de Wilkinson. A escolha foi controversa, uma vez que Graham já havia recebido uma punição de um ano da ‘The Football Association’ por receber pagamentos ilegais de um agente de futebol. No comando do clube, Graham fez astutas contratações como Jimmy Floyd Hasselbaink e Michael Bridges. Também acreditou em alguns jovens jogadores formados na academia do Leeds, cujo grupo havia sido campeão da Inglaterra em sua categoria e, ao final da temporada, o Leeds conseguiu uma vaga para jogar a Copa da UEFA do ano seguinte.
Em outubro de 1998, Graham saiu para tornar-se treinador do Tottenham Hotspur, e o Leeds optou por substituí-lo pelo seu assistente David O’Leary. A estrela Hasselbaink trocou o Leeds pelo Atlético de Madrid depois de não ter seu contrato renovado pelo presidente Peter Ridsdale. O’Leary deu chance à jovens promissores para integrar o plantel principal e, como substituto de Hasselbaink, contratou Mark Viduka juntamente com o meia francês Olivier Dacourt, que quebrou o recorde de dinheiro gasto em transferências pelo Leeds até então.
Escudo Antigo
O’Leary, assistido pela lenda Eddie Gray, conseguiu chegar à 3ª posição na Premier League, garantindo uma vaga para a Liga dos Campeões da UEFA. A imagem do Leeds foi manchada em janeiro de 2000, quando os jogadores Jonathan Woodgate e Lee Bowyer foram envolvidos em um incidente que deixou uma estudante asiática no hospital com uma série de ferimentos. O caso demorou dois anos para ser resolvido: Bowyer foi inocentado das acusações e Woodgate foi condenado a prestar serviços à comunidade.
Ainda em 2000, os Whites conseguiram chegar à semifinal da Copa da UEFA, mas foram parados pelo Galatasaray, em Istanbul. O Leeds perdeu o jogo, mas o resultado foi obscurecido pela morte de dois torcdores dos Whites: Christopher Loftus e Kevin Speight, que foram esfaqueados até a morte antes do jogo. Depois disto, uma vez por ano um minuto de silencio é praticado no jogo mais próximo à data do ocorrido. Na temporada seguinte, o Leeds bateu todos os seus recordes de dinheiro gasto em transferências ao comprar o defensor inglês formado no West Ham Rio Ferdinand por £18 milhões. Ferdinand foi, então, nomeado capitão do Leeds, substituindo Lucas Radebe. Em 2001, a equipe chegou à semifinal da Liga dos Campeões da UEFA, mas foi eliminado pelo Valencia. Nesta época, os Whites eram considerados, mais uma vez, um dos melhores clubes da Europa.
A diretoria finalmente vendeu o clube para Ken Bates por £10 milhões. Blackwell estabilizou a situação financeira do time contratando jogadores em transferências livres e a baixos salários, terminando a temporada 2004-2005 no meio da tabela da Coca Cola Championship. No final daquela temporada, o lendário defensor do Leeds Lucas Radebe retirou-se após uma série de lesões e a jovem promessa Aaron Lennon transferiu-se ao Tottenham Hotspur. Na temporada 2005-2006, o Leeds terminou entre os 6 primeiros e foi para os playoffs. O time era o grande favorito para subir mas, apesar de ter feito parte do Top 3 durante a maior parte da temporada, as apresentações do Leeds caíram de forma muito drástica no último quarto da temporada. Depois de uma impressionante performance contra o Preston fora de casa na semi final dos playoffs, muitos acreditaram que o Leeds estava de volta aos bons tempos daquela temporada, mas uma derrota por 3×0 contra o Watford jogou todas as expectativas por terra.
A temporada 2006-2007 começou muito mal com o Leeds concedendo muitos gols no final do jogo, e em setembro de 2006 o contrato de Blackwell como treinador expirou. John Carver ficou como treinador interino, mas sua gestão foi um desastre. Carver foi dispensado dos seus afazeres e Dennis Wise foi instalado como interino, sendo que um mês depois sua contratação como treinador permanente foi efetivada. Matt Kilgallon, uma das estrelas do Leeds, saiu em janeiro para juntar-se ao Sheffield United. Wise foi incapaz de manter o clube longe da zona de rebaixamento durante a maior parte da temporada, mesmo tendo em sua disposição uma gama de jogadores experientes emprestados. Com o rebaixamento praticamente certo, o Leeds, em 4 de maio de 2007, ainda levou uma penalidade de 10 pontos devido a irregularidades administrativas, o que oficialmente terminou por rebaixar o clube para a Terceira Divisão do futebol inglês.
Este rebaixamento foi o ponto mais baixo da história do Leeds United, uma vez que este jamais havia jogador em uma divisão inferior à Segunda. Ao final da temporada a torcida viu vários jogadores irem embora, como David Healy, Robbie Blake e Gary Kelly. Kelly estava no clube desde os dias de Howard Wilkinson. Com o rebaixamento e a saída dos jogadores, o Leeds foi forçado a contruir um plantel quase que totalmente do zero. Com o futuro do clube incerto, o Leeds não conseguiu contratar nenhum jogador até poucos dias antes da estréia na liga, contra o Tranmere Rovers.

Títulos

Taça das Cidades com Feiras 1968, 1971
Campeonato Inglês 1968-1969, 1973-1974, 1991-1992
Copa da Inglaterra 1972
Segunda Divisão 1923-1924, 1963-1964 e 1989-1990
Copa da Liga Inglesa  1968

Estádio

Elland Road é um estádio de futebol localizado na cidade de Leeds, na Inglaterra, e que desde a fundação do Leeds United é o estádio usado pelo clube.
Sua capacidade atual é de 39.460, mas o estádio já recebeu quase 60.000 torcedores em uma partida entre o Leeds e o Sunderland pela FA Cup.
Foi um dos estádios usados na Eurocopa de 1996





Alcunhas The Whites

Site
http://www.leedsunited.com/