domingo, 5 de setembro de 2010

West Ham United Football Club

O surgimento do West Ham começou com os funcionários da fábrica chamada Thames Ironworks and Shipbuilding Co. Ltd, que costumavam jogar futebol. Logo surgiu a idéia do proprietário, Arnold Hills, de formar uma equipe. Em 1885, é fundado o Thames Ironworks Football Club. O nome West Ham seria adotado somente 15 anos depois.

Em 1985, a nova agremiação conquistou seu primeiro título, a Copa West Ham Charity, que era disputada por times locais. Dois anos depois venceu a Liga Londres e se profissionalizou em 1898.

Neste ano, o time ingressou na chamada Liga da Segunda Divisão do Sul, subindo na primeira tentativa para a primeira divisão desta liga. Esta competição contava com equipes amadoras das regiões Sudoeste, Sul, e Central da Inglaterra.

Em abril de 1900 a equipe bateu facilmente o rival Fulham na final e assegurou o lugar na primeira divisão da Liga do Oeste. No entanto, após o título, disputas para administrar o clube o levaram ao seu fechamento.

Somente no dia 5 de julho de 1900, por intermédio de seu ex-técnico Syd King e seu assistente Charlie Paynter, o time ressurgiu, com o nome de West Ham United F.C. Por sua origem proletária, o clube ainda é conhecido como 'The Irons' (os aços) ou 'The Hammers'(os Martelos). Em seu atual escudo, aparecem dois martelos.

O time continuou a jogar no estádio fundado por Arnold Hills, o Memorial Ground, em Plaistow, mas logo se mudou para a região de Upton Park e cortou de vez os laços empregatícios com a Thames Ironworks. Em 1904 a equipe se mudou para o estádio Boleyn Ground.

O West Ham ingressou na Primeira Divisão da Liga do Oeste em 1901. Em 1907 foi coroado com o título da Liga dos Campeões do Oeste 1B e bateu o campeão da 1A, o Fulham, se tornando o campeão das ligas do Oeste.

Em 1919 os Hamers mantiveram a liderança e conquistaram a vaga para a segunda divisão da Liga Inglesa, garantindo o lugar na divisão de elite em 1923. Contudo, nove anos depois o West Ham voltou para a segunda divisão e amargou 30 anos nesta situação.

O ex-jogador do time, Ted Fenton, se tornou técnico e conseguiu levar o clube novamente à primeira divisão em 1958. O treinador foi fundamental na reestruturação, no novo estilo de jogar e no desenvolvimento de uma nova safra de craques surgidos na agremiação.

O seu sucessor, Ron Greenwood, assumiu em 1961 e conquistou dois troféus importantes para o West Ham, a Copa da Inglaterra, em 1964 e a Recopa Européia, em 1965. Na Copa do Mundo de 1966, a seleção Inglesa contou com três jogadores do clube: Bobby Moore, Martin Peters e Geoff Hurst.

Depois de uma temporada difícil em 1974-75, Greenwood assumiu a gerência do time e passou o bastão para seu assistente, John Lyall. Em seu primeiro ano, o novo treinador conquistou a Copa da Inglaterra. Em 1976, o técnico conseguiu o vice- campeonato da Recopa Européia.

Entretanto, após este período de sucesso, o time, em 1978, caiu novamente para a segunda divisão. Mas Lyall continuou na liderança da equipe e reconquistou o lugar na elite em 1981. Neste mesmo ano conseguiu o título da Copa da Liga Inglesa. Somente oito anos depois o comandante deixou o clube.

Sob o comando do técnico Harry Redknapp, em 1994, o time conseguiu uma vaga na Copa da Uefa e passou a disputar lugares em competições internacionais. Cinco anos depois, conquistou a Copa Intertoto.

Por divergências com o clube, Redknapp foi demitido no início do século XXI e, em seu lugar, assumiu Glenn Roeder. Apesar de bons resultados no início, o novo comandante não conseguiu livrar o time da queda para a segunda divisão em 2003.

Alen Pardew assumiu as rédeas do time e conseguiu o regresso em 2005. Na temporada de 2005-2006, alcançou o vice-campeonato da Copa da Inglaterra ao perder para o Liverpool nos pênaltis. Na temporada 2006/2007, mesmo com o atacante argentino Tevez, o time chegou no modesto 15º lugar, lutando até a última rodada para não ser rebaixado.

Títulos 

Segunda Divisão da Liga Inglesa: (2) 1957/58, 1980/81
Copa da Inglaterra: (3) 1964, 1975, 1980
Recopa Européia: (1) 1965
Copa da Liga Inglesa: (1) 1981
Copa Intertoto da UEFA: (1) 1999

Estádio

O Boleyn Ground é o nome oficial do Upton Park, estádio de futebol da Inglaterra fundado em 1904. É a casa do West Ham United. O estádio tem capacidade para 35,647 pessoas com o gramado de 112 x 72 metros.
O clube foi alugado por Green Street house e e fundamentos do Concelho Municipal de East Ham da Igreja Católica Romana, em torno de 1912. Green Street House era conhecido localmente como Castelo Boleyn devido à sua natureza imponente e uma associação com Anne Boleyn, que tinha ou permaneceram em, ou como alguns acreditam, de propriedade da casa. Daí a razão do arrendamento "Boleyn Castle", o nome Boleyn Ground surgiu. Hoje, o terreno é muito mais comumente conhecido como Upton Park, referência a área de Londres onde ele está localizado.
Em agosto de 1944, uma bomba voadora aterrou no canto sudoeste do campo. Isto obrigou a equipe a jogar os seus jogos fora de casa, enquanto os reparos foram realizados, mas não afetou o desempenho, o West Ham vinha de nove vitórias consecutivas, antes de retornar a seu estádio, em dezembro, quando o time perdeu por 1 a 0 frente ao Tottenham Hotspur. O comparecimento recorde é 42.322, contra o Tottenham Hotspur na antiga Division One, em 17 de outubro de 1970, como era o antigo "Chicken Run" à frente do East Stand. Já o recorde de presenças em Upton Park, uma vez que se tornou um "all-seater' (estádio com todos os expectadores sentados) é de 35.550, registrado contra o Manchester City em 21 de Setembro de 2002, em uma partida da Premier League.
O estádio atualmente tem uma capacidade total de 35.303,com todos os expectadores sentados.

Hino

'I'm Forever Blowing Bubbles'

I'm dreaming dreams
I'm scheming schemes
I'm building castles high

They're born anew
Their days are few
Just like a sweet butterfly

And as the daylight is dawning
They come again in the morning

I'm forever blowing bubbles
Pretty bubbles in the air
They fly so high
Nearly reach the sky
Then like my dreams they fade and die

Fortune's always hiding
I've looked everywhere
I'm forever blowing bubbles
Pretty bubbles in the air.

When shadows creep
When I'm asleep
To lands of hope I stray

Then at daybreak
When I awake
My bluebird flutters away

Happiness you seem so near me
Happiness come forth and cheers me

I'm forever blowing bubbles
Pretty bubbles in the air
They fly so high
Nearly reach the sky
Then like my dreams they fade and die

Fortune's always hiding
I've looked everywhere
I'm forever blowing bubbles
Pretty bubbles in the air

Alcunhas The Academy of FootballThe HammersThe Irons


Mascote
A mascote do clube é um martelo, baseado na história do time. O West Ham é originário do Thames Ironworks Football Club. Como os operários da fábrica que fundaram o time usavam muito essa ferramenta, ela ficou sendo a marca da agremiação. O escudo do clube, inclusive, possui dois martelos. Desta forma, o apelido do time é Hammers, que quer dizer martelos, em português.


Site

http://www.whufc.com/