quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Chelsea Football Club

O Chelsea Football Club possui uma história, no mínimo, peculiar. Os clubes normalmente são fundados e posteriormente constroem um estádio. No caso do Chelsea foi o contrário. A agremiação foi criada em 1905, mas o campo construído em 1876.
Em 28 de abril de 1876 foi inaugurado no distrito de Fulham, na parte oeste de Londres, o Stamford Bridge. Nos primeiros anos de existência, seu uso era dedicado ao atletismo. Somente em 1896 os irmãos Gus e Joseph Mears compraram o imóvel, que se chamava Stamford Bridge Athletics Ground.
O real sonho dos irmãos Mears era realizar partidas de futebol com os melhores times ingleses de futebol naquele estádio. Após a compra do terreno, problemas com as leis vigentes na época impediram que os Mears usufruíssem o imóvel. Naquela época o novo proprietário só poderia tomar posse quando o antigo morresse. Somente em 1904 isso aconteceu.

Os dois tentaram alocar o estádio para o presidente do Fulham FC utilizá-lo como sede oficial para os jogos, mas as duas partes não chegaram a um comum acordo. Os Mears estavam decididos a vender o estádio, mas foram dissuadidos por seu amigo Fred Parker, que sugeriu a formação de um time.

Em 14 de março de 1905, no Pub The Rising Sun, surge o Chelsea Football Club, que em 25 de maio do mesmo ano seria aceito na 2ª divisão da Liga Inglesa de futebol.

Entretanto, após sua criação, a equipe passou décadas sem incomodar os grandes times da época, brigando invariavelmente por posições inferiores na tabela de classificação.

Somente em 1955 o Chelsea, também conhecido como Blues (Azuis), ganhou o título da Liga Inglesa e deixou de ser uma figura inexpressiva no cenário do futebol inglês. No fim dos anos 1960, o clube conquistou grande popularidade e ficou conhecido como o time "mais elegante" da Inglaterra.

Em 1965, conquistou o título da Copa da Liga Inglesa vencendo o Leicester City por 3 a 2 em casa e empatando por 0 a 0 como visitante. Em 1967, conseguiu o vice-campeonato da Copa da Liga Inglesa, sendo derrotado pelo Tottenham por 2 a 1.

Em 1970-71 o Chelsea formou um poderoso time que venceu a Copa da Inglaterra derrotando o Leeds United por 2 a 1. Na mesma temporada, a memorável equipe derrotou o poderoso Real Madrid e ganhou a Recopa Européia.

Contudo, uma série de problemas atrapalhou o Chelsea na década de 1970. A agremiação começou a degringolar pela indisciplina dos jogadores e uma reforma ambiciosa comprometeu seriamente a saúde financeira do clube. Além disso, torcedores ficaram conhecidos por seus comportamentos violentos dentro e fora de campo.

O insucesso tomou conta do clube, que foi obrigado a vender seus principais atletas. Com um elenco desfalcado, o time foi rebaixado em 1975, subiu em 1977 e novamente retornou à segunda divisão, voltando à elite apenas em 1984. Mas, antes disso, afundada em dívidas, a diretoria vendeu o estádio.

No entanto, na década de 1980 Ken Bartes comprou o clube e conseguiu revitalizá-lo, chegando até a recomprar o Stanford Bridge em 1992. Mas antes disso, em 1988, o clube caiu novamente para a segunda divisão. O retorno veio no ano seguinte, quando o time recomeçou uma trajetória de ascensão.

Em 1990, o Chelsea ficou entre os quatro primeiros do Campeonato Inglês. Na temporada de 1993-94, a equipe chegou à final da Copa da Liga Inglesa, mas perdeu para o Manchester United. No mesmo ano, saiu da Copa da UEFA nas semifinais, perdendo para o campeão da competição, o Real Zaragoza.

O atacante holandês Gullit foi contrato em 1995 e, já na temporada de 1996-97, foi promovido a treinador-jogador. O astro conseguiu o título da Copa da Inglaterra, encerrando um jejum de 26 anos.

Em 1998, outro técnico-jogador assumiu o comando da equipe, o italiano Gianluca Vialli. Ele ajudou o Chelsea a conquistar outra Recopa Européia e uma Copa da Liga Inglesa. No confronto contra o Real Madrid, o então campeão da Liga dos Campeões, os Blues bateram os Merengues por 1 a 0 e conquistaram a Supercopa Européia. 
O time terminou a temporada 1998-99 em 3º lugar, alcançando a inédita classificação para a Liga dos Campeões da Europa. O bilionário russo Roman Abramovich, em julho de 2003, comprou o clube de Ken Bates. Ele investiu pesado na agremiação, acumulando grandes resultados, mas nenhum título até a chegada do treinador português, José Mourinho. Com o comandante no banco, o Chelsea teve a melhor temporada de sua história, em 2004-2005. O clube conquistou a Liga Inglesa, a Copa da Liga Inglesa e foi semifinalista da Liga dos Campeões. Mourinho conseguiu conquistar mais uma vez a Liga Inglesa em 2005-2006. Em 2007 o clube acumulou dois títulos. Na Copa da Liga Inglesa bateu o Arsenal e, na Copa da Inglaterra, o Manchester United.
Títulos

Campeonato Inglês da primeira divisão(4) 1954-55, 2004-05, 2005-06 , 2009-10
Campeonato Inglês da Segunda divisão(2)1983-84, 1988-89
Copa da Inglaterra (6)1970, 1997, 2000, 2007 , 2009 , 2010
Copa da Liga Inglesa (4) 1965, 1998, 2005, 2007
Recopa Européia (2) 1971, 1998
Supercopa Européia (1): 1998

Estádio
Em toda sua história, o Chelsea teve apenas um estádio: Stamford Bridge, onde a equipe tem desempenhado desde a sua fundação. O estádio foi oficialmente inaugurado no dia 28 de abril de 1877. Durante os primeiros vinte e oito anos da sua existência, foi utilizado pelo clube de atletismo London Athetics Club. Em 1896, os irmãos Gus e Joseph Mears, compraram o estádio, mas só tomando posse em 1904. A intenção dos irmãos Mears, era que o estádio recebesse partidas do mais alto nível do futebol inglês.
A família ofereceu o estádio para o Fulham, mas a oferta foi rejeitada. Como resultado, os proprietários decidiram fundar o seu próprio clube para jogar no seu novo estádio. Como já havia um clube chamado Fulham, os fundadores decidiram adotar o nome do bairro vizinho (Chelsea) para o clube, após ter rejeitado nomes como Kensington FC, Stamford Bridge FC e London FC.
Com um desenho original de uma tigela aberta e com setores cobertos, o Stamford Bridge tinha uma capacidade inicial de cerca de 100.000 pessoas. No início dos anos 1930, os proprietários começaram a construir uma camada no lado sul do campo, que cobria 1/5 do total do estádio. Esta sessão era conhecida como "Shed End", onde ficavam os mais leais torcedores do Chelsea, especialmente nos anos 1960 até os anos 1980.
No final dos anos 1960 e início dos anos 1970, os proprietários do clube tinham um projeto para modernizar o Stamford Bridge, tendo intenção de diminuir a capacidade para 50.000 lugares. O trabalho começou na sessão leste no início dos anos 1970, mas o clube estava endividado, não tendo mais como pagar a reforma, o que resultou na venda do estádio, para quitar as dívidas. Após uma longa e dura batalha judicial, foi assegurado ao Chelsea permancer com o estádio e a remodelação do estádio foi retomada em meados da década de 1990. O norte, oeste e sul do estádio, foram totalmente reconstruído com diferentes lugares e mais próximo do campo. Este processo foi concluído em 2001.
Hino
Chorus
Blue is the colour, football is the game
We're all together, and winning is our aim
So cheer us on through the sun and rain
'cause Chelsea, Chelsea is our name

Verse 1
Here at the Bridge whether rain or fine
We can shine all the time
Home or away, come and see us play
You're welcome any day

Chorus
Blue is the colour, football is the game
We're all together, and winning is our aim
So cheer us on through the sun and rain
'cause Chelsea, Chelsea is our name

Verse 2
Come to the Shed and we'll welcome you
Wear your blue and see us through
Sing loud and clear until the game is done
Sing Chelsea everyone.

Mascote
O nome da mascote do Chelsea é “Stanford, the Lion (Leão)”. Ela tem o nome do estádio da equipe, fundado em 1876. Já o leão representa o escudo do time.
Site