terça-feira, 14 de julho de 2009

Sport Club Maguary

O Sport Club Maguary, tradicional ‘equipe cintanegrina’, foi fundado em 24 de junho de 1924 e está retornando ao convívio do futebol profissional cearense, agora como clube-empresa.O futebol cearense já teve sangue-azul. Por quase vinte anos, entre as décadas de 1920 e 1940, o aristocrático Sport Club Maguary, conhecido como o “Clube dos Príncipes”, figurou entre as principais forças do esporte no Estado. A trajetória do principado pelo gramados teve os ingredientes inerentes à história de qualquer dinastia - ao mesmo tempo que gloriosa, foi bastante conturbada.

A fase dourada do Maguary teve ares de conto de fada, como nos clássicos de príncipes e princesas.
Criado em 1925, pela família Barbosa Freitas, o clube reunia boa parte da elite fortalezense em sua primeira sede, no bairro do Alagadiço (hoje São Gerardo). O futebol era praticado pelos jovens associados, uma inovação, já que o esporte tinha a pecha de marginal. A primeira competição oficial foi o Estadual de 1927. Vestidos de branco, com uma listra preta horizontal na altura do peito, os atletas ganharam o apelido
de cintanegrinos. Contudo, o Maguary não demorou muito para passar a ser conhecido pelo nome que o consagrou nos gramados: Clube dos Príncipes. “Naquela época não havia o profissionalismo. Então, como era o time dos jovens da classe média alta, eles ficaram sendo chamados de príncipes”, aponta José Leite Jucá, último presidente do clube.
Também não custou para o Maguary agregar simpatizantes de todas as classes sociais.
Na década de 40, rivalizava com o Ceará em torcida – Fortaleza e Ferroviário vinham
bem atrás no apelo popular. O crescimento dos cintanegrinos veio associado aos títulos.
O clube disputou o Cearense entre 1927 e 1945, vencendo quatro edições (1929, 1936,
1943 e 1944) e levando sete vices-campeonatos. Possuiu ainda o artilheiro estadual em
cinco edições.


Assim como nos contos de fada, quando tudo parecia tranqüilo, a situação virou para o Maguary. Após conquistar o bicampeonato em 43/44, entrou como favorito
para o campeonato de 1945.
Mas perdeu o tri por um ponto para o Ferroviário. A derrota doeu nos príncipes, que deixaram o futebol ainda naquele ano, em meio à crise financeira e às brigas com a ADC (Associação Desportiva Cearense. Os esforços e recursos do clube foram revertidos para a construção da sede social que o Maguary possuiu na Rua Barão do Rio Branco (hoje pertencente à Coelce – Companhia de Eletricidade do Ceará).


Nos anos seguintes o clube continuou sua vida social, ensaiando uma volta, efêmera, aos campos, em 1972, com o nome de Maguari Esporte Clube. Não deu certo e o Maguary fechou as portas em 1975. Como a própria história do Clube dos Príncipes tratou de mostrar, em algumas situações, quem foi rei perde sim a majestade. O Maguary sagrou-se como o ‘primeiro campeão do Castelão’ quando venceu ao América em 02 de dezembro de 1973, na final do ‘Torneio Breno Vitoriano’, competição organizada para comemorar a inauguração do Gigante da Boa Vista.


CURIOSIDADES

O escritor e pesquisador Airton Fontenele lembra que uma das principais passagens do Maguary foi a vitória sobre o Bahia, na temporada de amistosos que os tricolores realizaram no Ceará em 1939. No ano anterior, os baianos sairam invictos da excursão ao Estado, vencendo os cinco jogos disputados.
Porém, em 39, perderam a invencibilidade na derrota por 4 a 2 para os “Príncipes”.
“Foi um acontecimento para a época”, assegura Airton.

Em “A Verdadeira História do Futebol Cearense – 1903 a 1955”, Frederico Maia aponta os motivos para o fechamento do futebol do Maguary em 45. “Tendo em vista as grandes despesas realizadas com seu quadro de futebol, não compensadas com as rendas do Campeonato, o afastamento do seu dinâmico presidente Egberto de Paula Rodrigues, que ingressava na política, e, especialmente, a construção de sua sede social, onde despenderia vultosa soma de dinheiro, resolveu a Diretoria do Maguari abandonar as atividades futebolísticas, afastando- se em definitivo da FCD (Federação Cearense de Desportos)”.

Em 2009 o querido e simpático ‘Clube dos Príncipes’ ressurge no cenário futebolístico cearense, agora como Clube-Empresa, atendendo aos requisitos estabelecidos na Lei Pelé/Zico, o que faz na condição de legítimo sucedâneo da tradicional agremiação, participando do Campeonato da 3ª Divisão do Futebol Cearense, disputando os jogos em Messejana, no Estádio Murilo Borges em Messejana a disposição dos cintanegrinos, (com laranja como os holandeses ao invés do branco que ficará para o uniforme dois), falta muito pouco para o Sport Club Maguary nessa nova fase.


Títulos

Quatro vezes campeão cearense (1929, 1936, 1943 e 1944). Quatro vezes vencedor do Torneio Início (1929, 1942, 1944 e 1945).

Fonte

http://futebolcerapio.blogspot.com/2009/05/sport-club-maguary-de-volta-para-o.html
http://blog.soccerlogos.com.br/2008/05/26/maguario-clube-dos-principes/