quinta-feira, 23 de julho de 2009

Esporte Clube Guarani

Em 3 de setembro de 1929, um grupo de amigos criou uma agremiação denominada Sociedade de Foot Ball Sport Club Guarany. O nome surgiu através dos índios guaranis, que na época estavam acampados junto à antiga "fonte pública", próximo ao local onde está instalado o Correio.

A primeira idéia de criar um clube de futebol que surgiu de um grupo de amigos, como é contada a história por Herberto Germano Henn um dos funcionários do clube. "Nós estávamos conversando e juntou com show de dar água aos cavalos, ao lado da igreja velha, prontos para irmos ao o grêmio gaúcho, que ficava logo adiante. Estavam comigo Edmundo Feix, Pube Feix, Marino Schuler, Arlido Lücke e Emílio Becker, quando resolvemos por fundar um clube de futebol. Depois de estar resolvido, se pensou em qual seria o nome do time. Aí o Marino Schuler sugeriu que fosse "Guarani", por causa que havia uns bugres acampados ao lado da fonte pública que ficava onde hoje é o correio, a que se chamavam Bugres Guarani. Todos acharam um nome bonito e concordaram".

O primeiro campo do Guarani foi na várzea do Arroio Castelhano. Em 1933 o clube transferiu-se para o Estádio dos Eucaliptos, num local mais próximo da cidade. Mas foi em 30 de março de 1958 que o estádio recebeu amplas melhorias e passou a se chamar Estádio Edmundo Feix.

Em 1980 o clube, já projetando avanços futuros, passou a contar com uma potente iluminação, renovando ano a ano sua estrutura. O clube teve destaque no amadorismo com a conquista do estadual amador 88. No ano seguinte, o Guarani se profissionaliza e logo consegue a vaga para a primeira divisão estadual. Em 1991, fez grande campanha na primeira fase do estadual terminando em primeiro do seu grupo e invicto. Na segunda fase, nos quadrangulares finais, não manteve o mesmo desempenho e acabou desclassificado.

Para lembrar alguns feitos na era profissional, as estupendas campanhas nos Gauchões de 1991 e 1997; a conquista do Gaúcho em 2002 – depois de finalizar o primeiro turno na lanterna – e a campanha invicta na Seletiva da extinta Sul-Minas, também em 2002. Os dois jogos contra o América-RN pela Copa do Brasil também entram para a história, além de revelar um dos maiores treinadores da atualidade: Mano Menezes, atualmente no Corinthians, e diversos atletas de destaque no futebol brasileiro e até no exterior.

2003 As mudanças vão desde reformas no Estádio Edmundo Feix até a contratação de jogadores. O ano promete ficar na história do clube, fundado há 73 anos. Pela primeira vez, o time está disputando a Copa do Brasil, motivo para deixar os atletas ainda mais confiantes em uma boa campanha no Campeonato Gaúcho. A equipe comandada por Mano Menezes recebeu oito reforços no início de janeiro, mas a base continua sendo a mesma que conquistou a primeira fase do Gauchão no ano passado.

Em dificuldade financeira, o clube joga apenas o campeonato juvenil. Sua ambição é de recomeço em 2010. Mas deve adiar para 2011.

HINO:

Vamos saudar o glorioso
rubro-negro da terra do chimarrão

time de raça, sangue guerreiro

é o primeiro do meu coração

És forte meu time índio
te amo desde guri
no campo ninguém te segura
Guarani, Guarani, Guarani (repete)

Na região, tu és temido
no Estado, tens tradição
futuro, presente, passado,
o Guarani é nosso campeão

Títulos

Campeão da Seletiva para a Copa Sul-Minas de 2004 (disputada em 2003)
Campeão da Primeira Fase do Campeonato Gaúcho 2002,
Vice-campeão da Segunda Divisão do Gauchão 1990,
Campeão Estadual Amador 1988,
Campeão do Alto Taquari do Campeonato Estadual Amador 1956 e
Vice-campeão Amador - Região Centro 1963

ESTÁDIO

Nome oficial: Estádio Edmundo Feix
Data de inauguração: 30 de março de 1958
Data de inauguração da iluminação: 12 de outubro de 1988
Recorde de público: 5.500 pessoas - 10/11/91 (Guarani 1 x 2 Internacional)
Capacidade: 5.500 pessoas sentadas

Mascote

Índio Guarani