terça-feira, 13 de maio de 2014

Plácido de Castro Futebol Club

O Plácido de Castro foi fundado no dia 3 de Agosto de 1979. Inicialmente, o clube atuava à beira do amadorismo, ocasionalmente disputando amistosos contra seleções de municípios ou combinados locais. Em 1983, enfrentou pela primeira vez um clube de futebol profissional. O adversário foi a ADESG, em partida amistosa que terminou empatada em 1 a 1. A partir daí, o Plácido de Castro passou a disputar amistosos contra outras equipes profissionais, geralmente do Acre.
Embora dificuldades financeiras, pouca projeção e pouca torcida o impedissem de participar do Campeonato Acreano, o Plácido de Castro participou de competições: em 1987 e 1988, participou das duas únicas edições da Liga Independente do Norte, colocando-se, respectivamente, em quarto e terceiro lugar. Na década de 1990, envolveu-se em alguns torneios com times de várzea e seleções municipais.
Somente em 2008 o Plácido de Castro se profissionalizou e participou, pela primeira vez na história, de uma edição do Campeonato Acreano. Em sua estréia, acabou na 3ª colocação da competição e teve o artilheiro da competição, Zico, com 9 gols. Em 2009, o Tigre do Abunã resolveu deixar o controle do clube para uma empresa esportiva, a Hinsoy Sports. A empresa levou diversos jogadores ao clube, juntamente com uma comissão técnica. Porém os resultados não foram os esperados, e o clube amargou a última colocação do estadual, com apenas 5 pontos em 9 jogos disputados. Encerrado o estadual, a parceria com a Hinsoy Sports foi desfeita.
Em 2010, o Plácido entrou no estadual a fim de fugir do rebaixamento, já que em 2011 a Segunda Divisão do Campeonato Acreano seria retomada. Porém o time foi mais longe e conseguiu uma das vagas para as semifinais do torneio. Porém, por escalar irregularmente o volante Jeferson Paulista no último jogo da primeira fase (o jogador estava suspenso por 3 cartões amarelos), o Plácido de Castro acabou sendo punido com a perca de 6 pontos e acabou ficando de fora da segunda fase do estadual, ficando ainda em 6º lugar.
O ano de 2011 entrou na história do Plácido de Castro. O ano começou com o Campeonato Acreano, onde o Tigre da Fronteira esperava não repetir as infantilidades do ano anterior e finalmente garantir a vaga para a segunda fase.  Mesmo assim o clube garantiu a classificação para as semifinais, conquistando o 4º lugar.
Na segunda fase, o Plácido enfrentaria o favorito Atlético Acreano, que tinha sido o 1º colocado na primeira fase ,mas o Tigre do Abunã mostrou-se valente e acabou derrotando o Atlético Acreano (4x3 e 0x0) e se classificando pela primeira vez para a grande final do estadual, para o delírio de sua fanática torcida.
Na grande final, o Plácido de Castro tinha pela frente o poderoso Rio Branco Football Club, maior clube acreano, com 40 títulos estaduais. Na primeira partida, o Plácido conseguiu um empate heroico no último minuto de jogo (1x1), levando a decisão para o segundo jogo. Na segunda partida, a população de Plácido de Castro se moveu inteira para apoiar o clube. Mais de 4 mil placidianos viajaram 100km até Rio Branco para assistir a grande decisão. A festa foi enorme, mas não foi o suficiente para a conquista do título. Logo aos 5 minutos de jogo, o Rio Branco abria o placar e Juliano César marcava o único gol da partida, fazendo o Rio Branco Football Club bicampeão acreano, diante de mais de 8 mil espectadores.
Como o Rio Branco está na Série C do Campeonato Brasileiro, a vaga na Série D do Brasileirão acabou ficando com o Plácido de Castro, vice-campeão acreano.
Com o vice-campeonato, o Plácido de Castro acabou conquistando a única vaga do Acre na Série D do Campeonato Brasileiro. Foi a primeira vez na história que o clube participou de uma competição nacional.O Tigre do Abunã esteve no Grupo 1A, junto com Cuiabá-MT, Nacional-AM, Penarol-AM e Vila Aurora-MT, ficando em 3º colocado do grupo, com 12 pontos, sendo eliminado e terminando em 21º colocado geral da competição.
O Plácido se tornou campeão acreano em 2013 ao bater o Rio Branco. A equipe do interior do Estado do Acre não tomou conhecimento do todo poderoso Rio Branco Football Club, dominou o segundo jogo da final realizado no Estádio Florestão com uma vitória por 3 a 0. Com o resultado conquistado nos 90 minutos, a partida foi levada para prorrogação que terminou sem gols, mas nas cobranças de pênaltis o Tigre do Abunã confirmou a ótima fase e garantiu o título inédito do campeonato acreano 2013 vencendo por 4 a 2.
No Campeonato Brasileiro Série D desse ano, o Tigre do Abunã surpreendeu quase conseguindo uma vaga na Série C. Jogando o primeiro jogo em casa, empatou em 1 a 1. Mas, infelizmente perdendo o jogo de volta para o Salgueiro de Pernambuco por 3 a 1, ficou pelo caminho. Com isso terminou a competição com a 8ª colocação, a melhor participação da História de um time acreano na 4ª Divisao.

Títulos  Campeonato Acreano 2013
Estádio 
Municipal José Ferreira Lima, mais conhecido como Ferreirão é um estádio de futebol localizado na cidade de Plácido de Castro, no Acre. Possui capacidade para 3.000 pessoas e é o mando de campo do Plácido de Castro FC.

Alcunhas Tigre do Abunã ; Tigre da Fronteira