domingo, 22 de agosto de 2010

Associazione Sportiva Livorno Calcio

O futebol chegou a cidade de Livorno no início do século XX, mais precisamente em 1904. Foi nesse ano que Giovanni Domenico Carmichael, um italiano filho de britânicos, levou o esporte àquela região da Itália.

Nesse período, os dois clubes que deram origem ao atual Livorno foram criados, o Spes e o Virtus. Posteriormente, em 1915, as equipes resolveram unir forças em um processo traumático, devido à rivalidade das torcidas, que culminou na criação do Unione Sportiva Livorno.
A nova equipe disputava com freqüência o Campeonato Italiano, e alcançou seu primeiro bom momento em 1919/20, quando perdeu a final para a Inter de Milão.
Aquela geração ainda ficaria na história do Livorno porque foi a primeira vez que o clube cedeu jogadores à seleção italiana. Em 1924, Giovanni Vincenti e Mario Magnozzi defenderam as cores do país.
Até o fim da década, a equipe continuava a conseguir bons resultados na competição nacional. Fora dos gramados, ainda inauguraria seu primeiro estádio próprio. Foi em 1933, contra a Fiorentina, e o local foi batizado de Edda Ciano Mussolini, porque a iniciativa fora do governo fascista, que queria novos palcos para a Copa do Mundo de 1934, que viria a ser disputada na Itália.
Nos anos 1940, o Livorno viveria mais um grande momento dentro de campo. Surpreendeu ao ser vice-campeão do certame de 1942/43, perdendo o título no último momento para o Torino. No fim da década, porém, a equipe amargou uma queda para a Série B, que iniciaria um período difícil na história do time.
Posteriormente, já nos anos 1950, o Livorno chegaria a disputar a terceira divisão do Campeonato Italiano, e só retornaria à B em 1963/64. Não seria, porém, uma estada contínua. Ainda na década de 1980, por exemplo, o clube se alternava entre as divisões inferiores, sem se aproximar da elite do Italiano.
Foi assim até o século XXI. Em 2001/02, depois de 32 anos, o Livorno conseguiu o acesso à segunda divisão do futebol italiano. O melhor viria em 2003/04. Foi nesta temporada que, depois de 55 anos, o clube conseguiu a tão sonhada ida à elite.
Uma vez entre os melhores, por incrível que pareça, o Livorno surpreendeu. Em 2005/06, terminou o Campeonato Italiano no nono lugar. Mas, graças às punições de Milan e Juventus, que estavam envolvidos no escândalo de manipulação de resultados, conseguiu uma vaga na Copa da UEFA, inédita em sua história.
Infelizmente o clube não foi bem na temporada 2007/2008 e acabou sendo reabaixado. Na temporada 2008/09 o Livorno disputa a segunda divisão do Campeonato Italiano.


Títulos


Série B: 2(1932-33 e 1936-37)
Copa da Itália da Série C: 1(1986-87)

Estádio

O Livorno manda seus jogos no seu estádio, o Armando Picchi. A espaço multi-uso localizado na cidade de Livorno possui 19,238 lugares e foi construído no ano de 1933. Seu nome é uma homenagem ao grande jogador da Inter de Milão, nascido na cidade de Livorno.

Hino

Per l'unione sportiva livorno!!!!

Baldi e fieri venite o compagni,
l'inno sacro al trionfo s’intoni,
salga l'urlo dei nostri polmoni:
hip hurrà, hip hurrà, hip hurrà!
Campi e prati baciati dal sole,
Il bel mare increspato dai venti,
ecco i luoghi dei nostri cimenti,
i teatri del nostro valor.
L'amaranto è la nostra bandiera,
giovinezza la salda speranza,
nella forza la sola baldanza,
fine e premio soltanto l'onor.
Bel colore di nostra divisa,
non piegare un istante giammai,
ma tra gli altri superbo tu vai,
senza macchia, senz’ombra, o color.
Per l'Unione Sportiva Livorno,
pei suoi baldi, gloriosi, campioni,
s’alzi l'urlo dei nostri polmoni:
hip hurrà, hip hurrà, hip hurrà!
L'amaranto è la nostra bandiera,
giovinezza la salda speranza,
nella forza la sola baldanza,
fine e premio soltanto l'onor.
Per l'Unione Sportiva Livorno,
pei suoi baldi, gloriosi, campioni,
s’alzi l'urlo dei nostri polmoni:
hip hurrà, hip hurrà, hip hurrà!


Apelido: Amaranto

Site
http://www.livornocalcio.it/