quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Vilavelhense Futebol Clube

Inicio conturbado

Rogério Pedrini, presidente do Esporte Clube Tupy, não está nada satisfeito com os dirigentes do Vilavelhense, que vai representar Vila Velha no campeonato da Primeira Divisão capixaba. em 2002. Quem está inscrito na Federação é o seu Tupy e que Vilavelhense é um nome fantasia. Garante que qualquer documento oficial tem de ter a sua assinatura porque tudo tem de ser em nome do Tupy.
Mas, a bronca maior do Rogério é porque o Vilavelhense indicou o Estádio do Sesi de Araçás para os seus jogos no campeonato, tirando-os do campo do Tupy, no bairro da Toca, onde teve o mando de campo na segundona.

Segundo ele, os dirigentes do Vilavelhense reclamaram bastante das condições do campo do Tupy. Rogério considera isto outra injustiça e argumenta: "O Vilavelhense jogou cinco partidas em nosso campo, ganhou quatro e empatou uma e só perdeu quando jogou fora. Então não podem usar o argumento de que o nosso campo é ruim. Ruim devem ser os campos onde perderam".
Rogério não sabe precisar até quando esta parceria curiosa vai durar. Mas, enquanto durar, ele deseja que seja harmoniosa. Para isto acontecer ele acha muito simples: basta os responsáveis pelo Vilavelhense não esquecerem que o Vilavelhense é o Tupy.


Depois do fim do Estadual 2002, os dirigentes do Tupy e do Vilavelhense romperam relações e o Tupy ficou com a vaga na Primeira Divisão. Ao Vilavelhense restou apenas voltar a disputar a Segunda Divisão Capixaba desta vez com inscrição própria.

O Vilavelhense foi fundado em 26 de agosto de 2002, e profissionalizado em reunião de Diretoria da CBF – Confederação Brasileira de Futebol, em 13 de março de 2003.

Em seu 1º ano como profissional, disputou o Campeonato Estadual de Futebol da 2ª Divisão em 2003, enfrentando a Desportiva Capixaba nas finais, sagrando-se Campeão da Segunda Divisão, tendo feito a melhor campanha durante todo o campeonato.

Credenciou-se, assim, a disputar a 1ª Divisão do Campeonato Capixaba de Futebol Profissional.

No Campeonato de 2004, apesar das inúmeras dificuldades ficou em 6º lugar.

No Campeonato de 2005 e 2006 ficou em sétimo lugar.
.
Na segunda participação sagrou-se Campeão da Copa Espírito Santo 2006, garantindo assim o direito de disputar a Copa do Brasil no ano de 2007.
.
No ano de 2007 sagrou-se Campeão Estadual na categoria Juniores

Títulos

1 Campeonato da Segunda Divisão ( 2003 ) e 1 Copa ES ( 2006 ).

Estádio

Estádio do SESI, Mas manda seus jogos oficiais no Engenheiro Araripe, Estádio da Desportiva Capixaba

Hino

Meu coração amanheceu, iluminou.
A claridade fez folia em meu olhar.
O azul mais forte que eu já vi no céu brilhou.
Da cor dessa camisa, uma força brotou.
Essa paixão vermelha é raça e muito mais.
Essa bandeira nasce no branco da paz.
Vilavelhense, essa semente, grande tuas glórias imortais.

Meu coração amanheceu, iluminou.
A claridade fez folia em meu olhar.
O azul mais forte que eu já vi no céu brilhou.
Da cor dessa camisa, uma força brotou.
Essa paixão vermelha é raça e muito mais.
Essa bandeira nasce no branco da paz.
Vilavelhense, essa semente, grande tuas glórias imortais.

Vilavelhense. A vida explode enquanto o Vila entra em campo.
Vilavelhense, o amor sacode a euforia no meu pranto.
Vila, Vila, Vila. Vila em primeiro lugar.
Vila é seleção, bate coração, é campeão.

Meu coração amanheceu, iluminou.
A claridade fez folia em meu olhar.
O azul mais forte que eu já vi no céu brilhou.
Da cor dessa camisa, uma força brotou.
Essa paixão vermelha é raça e muito mais.
Essa bandeira nasce no branco da paz.
Vilavelhense, essa semente, grande tuas glórias imortais. (bis)

Vilavelhense. A vida explode enquanto o Vila entra em campo.
Vilavelhense, o amor sacode a euforia no meu pranto.
Vila, Vila, Vila. Vila em primeiro lugar.
Vila é seleção, bate coração, é campeão.

Mascote
Não tem

site : http://www.vilavelhense.com.br/