quinta-feira, 16 de outubro de 2008

América Futebol Clube

Falar da história do América Futebol Clube é falar da vida do Sr. Durval Feitosa, um dos fundadores do "tricolor da ribeirinha" e também campeão em 1966. O Sr. Durval nasceu no dia vinte e quatro de agostode 1914. Passou sua infância, sua juventude na sua querida Propriá, sua cidade natal. Passou a enfrentar o trabalho logo cedo sendo balconista e depois despachante do Estado. Durval contou, em entrevista ao Jornal da Cidade, que "comercialmente Propriá era uma das cidades mais desenvolvidas do Estado, parou por um determinado tempo, volta agora aos seu ritmo normal". O exemplo de seus pais passou para seus quatro filhos: Luiz Carlos Feitosa, Joaquim Prado Feitosa, João Prado Feitosa e José Prado Feitosa.

Iniciou no esporte no antigo Propriá Esporte Clube. Não gostava de jogar mas apreciava bastante o futebol. Não perdia uma partida do Propriá qua antes era chamado de Sergipe Futebol Clube. Torcedor apaixonado deste clube, logo chega a ocupar um cargo na sua diretoria, inciando assim sua vida de dirigente de time. "Ocupava o cargo de secretário, mas depois houve uma cisão e daí resultou em fundarmos o América". Durval passou três anos trabalhando para o time do Sergipe de Propriá. Quando da filiação do time do Sergipe de Propriá na Federação Sergipana de Desportos, foi necessária a troca de nome pelo fato da existência do Clube Sportivo Sergipe de Aracaju. "A mudança de nome provocou uma rachadura da diretoria do time. Eu não aceitava o nome de Propriá futebol clube e apresentei o nome de Serigy Futebol Clube que não foi aceito. Parti então para a fundação do América Futebol Clube, abandonando a idéia do nome Serigy que não tinha vingado".

No dia 08 de agosto de 1942, tendo como um dos fundadores o Sr. Durval Feitosa, é fundado o América Futebol Clube. Além de Durval foram fundadores os Srs. Pedro Cardoso, Gerdiel Graça, José Rodrigues, Miguel Apolônio, José Graça Leite, Eugênio Amaral, Normando Lima e José Coutinho. A primeira providência foi a confecção do estatuto do clube que foi aprovado em sessão de Assembléia Geral extraordinária realizada em 07 de janeiro de 1943 e publicado no diário oficial do estadoem partes, durante todo o mês de março do mesmo ano.

Nos primeiros momentos do América , o espírito empreendedor de Durval era o ar que fazia o clube respirar. "Logo chegamos a construir um campo de futebol, contando como o poio de torcedores. Foi um trabalho de mutirão. Trabalhávamos aos domingos e feriados. Arrendamos um terreno, fizemos o seu nivelamento e iniciamos a construção de um muro. Pagávamos uma cachacinha para a turma, tinha a charanga e a obra andava". O estádio foi construído e até hoje o dono do terreno parece que vestiu a camisa do clube e deixou o tempo passar.

Enfrentou muita poeira, muitas paradas por problemas mecânicos e muitos buracos. "Iniciamos com o time montado num caminhão. Ia na frente e os jogadores junto com os torcedores mais fanáticos iam na carroceria. Depois de muito tempo é que fomos pegar ônibus. Eram fracos e quebravam demais. Fazíamos viagens perigosas e cansativas sem hora de chegada. Uma vez jogamos contra o Confiança, quando vencemos por 3 a 1 e voltamos tarde da noite. Enfrentamos uma estradaque não tinha asfalto e, nesse dia, pegamos um motorista decidido. A viagem foi feita em duas horas e meia. Tínhamos de suportar."

"Na minha passagem pelo esporte, sempre mantive um bom relacionamento com a imprensa esportiva. Todos foram meus amigos. Nunca sofri críticas. Considero José Eugênio de Jesus o grande expoente da imprensa esportiva e destaco Carlos Magalhâes e Wellington Elias além da turma nova como o Roberto Silva e Pingo de Leite." Durval Feitosa deixou Propriá vindo morar em Aracaju onde continuou a exercer as suas atividades de dirigente esportivo, atuando como representante do América junto à Federação Sergipana "Tive um grande orgulho por ter vencido o Confiança duas vezes e conseguir o título de campeão do Estado em 1966". O título do América foi conquistado em quatro jogos e o time tricolor perdeu um por 2 a 1, em pleno estádio José Neto em Propriá, empatou outro e ganhou duas por 1 a zero, sendo a do título em pleno estádio de Aracaju, hoje estádio Lourival Batista.

Entretanto, a alegria durou pouco e nos anos 1980, com a criação da segunda divisão, o América deixou de participar da elite do futebol sergipano, voltando apenas no ano de 1993. Porém, mal organizado, caiu novamente no ano seguinte e enfrentou seu pior momento na história, deixando de participar de qualquer competição organizada pela federação e voltando ao amadorismo.

Somente em 1998, graças a ajuda do prefeito da cidade na época, Renato Brandão, do ex-diretor Gileno Nunes e do presidente da Federação Sergipana de Futebol, José Carivaldo de Souza, o clube voltou a disputar a segunda divisão do estado.

O time subiu para a elite em 2004, caiu novamente em 2005 e se manteve na séria A até 2006, quando conseguiu mais um acesso. Depois dos altos e baixos a recompensa veio para a equipe do interior de Sergipe.

Com uma ótima campanha em 2007, terminando em segundo na primeira fase e em primeiro no quadrangular final, o Tricolor da Ribeirinha trouxe o segundo título do estado para sua sala de troféus, conquistando a vaga para disputar a Copa do Brasil de 2008 e estabilizou-se na elite do futebol sergipano.

Títulos

Campeão Sergipano 1966 e 2007

Copa Banese de Campeões: 2007

Estádio

O Estádio José Neto pertencente ao clube América Futebol Clube (SE).

Está localizado na cidade de Propriá, atualmente é o principal estádio da cidade e usado pelas duas equipes da cidade. Possui capacidade de no máximo 3000 pessoas, porém há projetos para sua ampliação.

Hino

De passo a passo na vida esportiva
O tricolor sempre vencerá
Trabalhando o corpo e a alma
Seremos fortes um clube de valor
Na vitória lutar por lealdade
Será sempre nosso ideal
Honraremos a nossa bandeira
Suas cores e suas tradições

América eu sou. Sou tricolor (2x)

Com garra e talento seremos campeões
Com a força da bandeira em nossos corações,
Somos ribeirinhos, um povo lutador
Trazemos no peito amor ao tricolor,

América eu sou. Sou tricolor(4x)

Mascote - Cavalo Alado






site: http://www.americafcse.xpg.com.br