domingo, 26 de outubro de 2008

Joinville Esporte Clube

O Joinville foi fundado em 29 de Janeiro de 1976, a partir da união dos departamentos de futebol do América e do Caxias, os dois clubes profissionais da cidade na época. Ambas as equipes enfrentavam sucessivas crises, e foi com uma parceria entre dois tradicionais adversários do futebol local que começou a história do JEC. Porém, os dois clubes continuaram a existir, mantiveram seu patrimônio.No momento da união ambos assinaram um contrato, um termo de compromisso de ficar 10 anos sem fazer futebol na cidade para que o JEC pudesse se estabelecer como clube e formar torcida. O Caxias ficou 19 anos sem atividade nenhuma e voltou com amadorismo em 19 de março de 1995. Em 2001 voltou com o profissionalismo. O América mantém-se apenas no futebol amador.

A solução encontrada por um dos dirigentes do Caxias, no sentido de pelo menos remediar momentaneamente os problemas do clube, foi de convidar para a presidência o industrial João Hansen Neto, da Tubos e Conexões Tigre.

A partir daí, o único e difícil passo para se criar um novo clube em Joinville foi obter a aprovação dos caxienses e americanos. Porém prevaleceu o bom senso, e em 29 de janeiro de 1976 foi criada a nova agremiação com a personalidade jurídica de Joinville e constituída também a sua primeira diretoria sob a presidência de Waldomiro Schützler.

A partida inaugural foi um amistoso contra o Vasco. O jogo acabou 1 a 1 e o jogador que foi a primeira vez as redes pelo JEC foi Tonho. Roberto Dinamite, ídolo vascaíno, também marcou e se tornou no primeiro atacante a vazar a zaga do clube.

Dez anos depois da fusão entre os dois clubes, o Joinville já havia acumulado tantos títulos quanto América, Caxias e Operário (todos clubes de Joinville) em 65 anos de história.(América, 5 títulos - Caxias, 3 e Operário,1)

Dono da segunda melhor colocação de um clube catarinense no Campeonato Brasileiro de Futebol (8º lugar em 1985), o Joinville esteve na Série A do Campeonato Brasileiro por 10 anos consecutivos, entre 1977 e 1986. Desde 2005 disputa a Série C.

O Joinville foi campeão de Santa Catarina logo em seu primeiro de atividade. Depois, entre 1978 e 1985, conquistou um inédito octacampeonato catarinense, recorde insuperável até hoje. De 1988 a 1999, passou o mais longo período sem títulos de sua história. A seqüência foi quebrada com a conquista do bicampeonato estadual de 2000 e 2001, ano do último troféu da primeira divisão erguido pelo clube.

Em 2007, o Joinville fez a pior campanha de sua história no Campeonato Catarinense, terminando em penúltimo lugar, na zona de rebaixamento. Disputou e venceu a Divisão Especial e retornou à elite do torneio estadual já em 2008.

Títulos

Campeonato Catarinense: 12 vezes (1976, 1978, 1979, 1980, 1981, 1982, 1983, 1984, 1985, 1987, 2000 e 2001).

Estádio

Arena Joinville - é o maior estádio de futebol de Santa Catarina e o mando de campo do Joinville Esporte Clube. Localizado no bairro Bucarein, a construção tem design inspirado em várias arenas de futebol européias, como a Amsterdam Arena.

Teve sua primeira etapa inaugurada em 25 de setembro de 2004, na partida entre Joinville e Seleção Masters. A segunda etapa foi inaugurada em 26 de julho de 2007, na partida Joinville 4-3 Atlético Paranaense. Com isso, a capacidade, que inicialmente era de 15.000 pessoas, foi expandida para 22.400, e será novamente expandida para 30 mil pessoas (24 mil sentadas). O custo estimado para a expansão é de R$ 7 milhões. O projeto final prevê que a Arena contará ainda com lojas comerciais, praça de alimentação, estacionamento e parque público anexo.

Durante 22 anos, o JEC utilizou o Estádio Ernesto Schlemm Sobrinho, de propriedade do Caxias Futebol Clube, onde conquistou todas suas glórias.

Nome Oficial: Estádio Ernesto Schlemm Sobrinho
Capacidade: 20.000
Inauguração: 19/10/1977
Primeiro Jogo: Joinville 1 x 1 Grêmio (RS)
Recorde de Público: 25.945 (Joinville 1 x 1 Grêmio-RS - 19/10/1977)

Hino

Letra: Jeanine de Bona Cunha Pereira
Arranjo: Luciano Koenig de Castro

Meu coração é preto, branco e vermelho
Sou JEC, sou fogo, meu irmão!
Eu boto fé na garra deste coelho
Tem raça e pedigree
Nasceu pra campeão!
O JEC deita e rola a bola
Cheio de emoção
É líder isolado no meu coração

JEC - nasceu campeão
Nasceu com a taça na mão
O JEC faz a finta
Pinta o sete e mete: gol!
E o grito da galera ecoou

Gool! Ooô! Ooô! Ooô! JEC - Uh!

Relembro sua história gloriosa
Nos idos de 76
Na cidade dos príncipes
Na cidade das flores
Nascia o tricolor dos tricolores

No coração do povo já fervia
Paixão por ele que se chamaria
Joinville Esporte Clube
Esse coelho, meu irmão
Já nasceu com vocação pra campeão

JEC - nasceu campeão
Nasceu com a taça na mão
O JEC faz a finta
Pinta o sete e mete: gol!
Eo grito da galera ecoou

Gool! Ooô! Ooô! Ooô! JEC - Uh!

Mascote

O surgimento da mascote do Joinville aconteceu em 1978. Na época, o clube lançou um carnê de prêmios chamado JEC de Ouro e o símbolo foi um coelho. Isso porque “pé de coelho” é uma das superstições mais famosas do Brasil. Com o tempo, o animal foi se tornando a mascote do clube e em 2003 ganhou o nome de Jack Coelho.



site: http://www.jec.com.br/