terça-feira, 14 de outubro de 2008

Cianorte Futebol Clube

O Cianorte Futebol Clube tem uma história recente, sendo fundado apenas em 2003, mas a cidade já teve dois representantes antes dele.
Cianorte começou a sonhar com a primeira divisão do nosso futebol em 1958, exatamente no dia 21 de abril, quando foi fundado o C.A.F.E.–Cianorte Associação Física Educativa.
Um grupo de sonhadores, e capitaneados pelo jornalista Amândio Matias, na era do futebol romântico, achou que Cianorte deveria buscar o seu espaço na elite do Paraná. Não sabiam eles que o caminho a percorrer seria longo e espinhoso. No entanto, os abnegados desportistas da época sonharam e acreditaram no sonho e, 11 anos depois da fundação, em 1969, o C.A.F.E. chegava a primeira divisão. Que conquista histórica foi aquela! O cidadão Cianortense batendo no peito, com orgulho, gritando: "estamos na primeira divisão!"

O Brasil já era bicampeão mundial de futebol; Pelé, com sua genialidade, já havia conquistado o mundo; e Neil Armstrong já havia pisado na lua. Por que não Cianorte, uma cidade pequenina cravada no arenito caiuá do noroeste deste estado gigante, ocupar um lugar entre os grandes do nosso futebol? Em 1.969, uma boa campanha, nono lugar; em 1970, o ano do tricampeonato da melhor seleção que o mundo já conheceu, o representante Cianortense ficou em décimo terceiro lugar. Ficou fora em 1971, retornando em 1972, quando fez uma campanha ruim; a sede do clube foi incendiada e o lendário C.A.F.E foi extinto sepultando assim o sonho de muita gente. Durante muitos anos, Cianorte ficou sem futebol profissional...
Mas eis que, em 1.980, o sonho reacende e outro grupo de sonhadores, desta vez no comando do João Vilela ( "João Bola" ), de saudosa memória, inicia uma nova caminhada para chegar a primeira divisão: surge o Cianorte Esporte Clube ( O LEÃO DO VALE ) de 1980 á 2001, alternando no amador, terceira e Segunda divisão e sem que o guerreiro, João vilela tivesse tempo de passar o bastão para o seu sucessor, a morte o pegou de surpresa, e novamente o sonho de cada torcedor estava sendo sepultado junto com aquele que ao lado de ALBINO TURBAY, se transformara em uma das figuras mais importantes do nosso futebol. Com o João Bola foi enterrado o Cianorte Esporte Clube.
A partir daquele momento nem mesmo o torcedor mais otimista acreditava que um dia seria possível levar o tão querido Leão do Vale do Ivaí ao campeonato dos grandes clubes do Paraná.

No dia 02 de fevereiro de 2002, é fundado o Cianorte Futebol Clube; o legado do João Bola não foi esquecido e o Leão do vale não foi abandonado.
Marco Franzato, Luiz Carlos Bersani E Carlos Roberto Marcato, ao lado de outros amigos, fizeram um planejamento: dentro de 2 anos, colocar novamente Cianorte entre os grandes clubes do nosso estado.
Em 2002, a falta de experiência prejudicou o trabalho, mas valeu o esforço: o clube fez uma campanha regular, não deu vexame, foi apenas discreto. No final daquela temporada, a diretoria se reuniu e tomou uma decisão importante: não repetir os erros de 2002, e fazer de 2003, o ano do Leão.

No segundo ano de sua existência, o clube alcançou o vice-campeonato da segunda divisão do Campeonato Paranaense. A vaga para a elite ocorreu de forma emocionante, quando aos 48min do segundo tempo Barbieri bateu a falta e selou a vitória sobre o time Dois Vizinhos.

Em 2004, o clube resolveu contratar o técnico Caio Júnior, um profissional competente, mas que não tinha feito boa campanha pelo Paraná Clube. O treinador levou o Cianorte, em sua estréia na primeira divisão, ao surpreendente terceiro lugar, ficando atrás apenas do Coritiba e do AtléticoPR e sendo declarado Campeão do Interior naquele ano.

Outra partida memorável na história do clube ocorreu em 9 de março de 2005, em Maringá. O Cianorte bateu o poderoso Corinthians de Tévez, Carlos Albertos, Roger, Gustavo Nery e do treinador argentino Daniel Passarela por 3 a 0, pela Copa do Brasil. No jogo de volta, porém, o Timão mostrou sua superioridade e ganhou pelo placar de 5 a 1.

Estádio

Albino Turbay Inaugurado em abril de 1958, o Albino Turbay (foto) tinha até 2003 capacidade para três mil torcedores. O nome do estádio homenageia o falecido contador, dono de escolinha de futebol e presidente da Liga da Cianorte. A lotação máxima foi extrapolada na vitória do Cianorte sobre o Dois Vizinhos, por 1 x 0, jogo que deu ao Leão do Vale a vaga na primeira divisão estadual. Naquela tarde de 7 de setembro de 2003, cinco mil pessoas foram ao Albino Turbay. Para o Campeonato Paranaense de 2004, a prefeitura, proprietária do estádio, providencia uma arquibancada de estrutura metálica. Com ela, o Albino Turbay poderá comportar sete mil torcedores.

Olímpico Albino Turbay

Endereço: praça Olímpica, s/nº - CEP 872000-000 - Cianorte-PR

Propriedade: Prefeitura Municipal de Cianorte

Inauguração: abril de 1958

Capacidade: 7 mil lugares

Recorde: 5 mil torcedores (Cianorte 1x0 Dois Vizinhos, em 7.9.2003)

Hino

Bate bate coração
Vamos todos alegrar
É aqui no gramado
Que as "estelas" vão brilhar

Rola bola pra lá
Rola bola pra cá
Leão do Vale tá botando pra quebrá
Rola bola pra lá
Rola bola pra cá
Leão do Vale que só joga pra ganhar

Leão do Vale é valente
Tem futebol que agrada nossa gente
Com sua garra de leão
É o time do nosso coração

Corre muito, pé na bola bate forte
Esse é o futebol de Cianorte.

Mascote

Fazendo jus ao apelido do time, "Leão do Vale", a mascote escolhida para representar o Cianorte foi o animal homônimo.







site : http://www.leaodovale.com.br