quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Brasiliense Futebol Clube de Taguatinga

O Brasiliense Futebol Clube de Taguatinga foi fundado em 1º de agosto de 2000 pelo ex-senador Luiz Estevão, um dos homens mais ricos do Distrito Federal. Após ter seu mandato cassado, o empresário mudou de ramo e comprou o Atlântida Futebol Clube, dando início à história do Jacaré.

Em seu primeiro campeonato disputado, no mesmo ano de sua fundação, o time de Taguatinga, cidade satélite de Brasília, sagrou-se campeão Metropolitano e conseguiu seu primeiro acesso à divisão de elite do Distrito Federal.

No ano seguinte, em 2001, com um elenco totalmente renovado, a equipe alcançou o vice-campeonato brasiliense, fazendo de seu início um dos mais meteóricos do futebol brasileiro. O principal responsável pela bela campanha foi o atacante Wéldon, artilheiro do certame com 13 gols.

Em 2002, o clube fez uma de suas melhores temporadas e chegou à final da Copa do Brasil. Durante a campanha surpreendente, o time eliminou agremiações tradicionais como Fluminense e Atlético-MG, até chegar à decisão e esbarrar no Corinthians.

Tendo como peças fundamentais Wellington Dias e Gil Baiano e sob o comando de Péricles Chamusca, o time do DF empatou o primeiro jogo da final por 1 a 1, no Morumbi, mas não conseguiu segurar os paulistas, em casa, na segunda partida e acabou derrotado por 2 a 1.

Nesse mesmo ano, o clube obteve outro feito inédito: foi campeão nacional pela primeira vez. Em sua segunda participação na Terceira Divisão, a equipe amarela, verde e branca, encerrou sua participação na primeira posição, e juntamente com o Marília ascendeu à Série B.

Após um fraco desempenho em 2003, o Brasiliense fez mais uma ótima temporada em 2004 e conseguiu mais dois títulos inéditos. A equipe se sagrou campeã metropolitana pela primeira vez e ganhou o Campeonato Brasileiro da Série B, garantindo mais uma subida de divisão, dessa vez para a cobiçada elite nacional.

Sua estréia no Brasileirão da primeira divisão, em 2005, não foi das melhores e o sonho de conviver com os “grandes” times do país durou pouco. O clube de Taquatinga venceu apenas dez jogos dos 42 disputados, obtendo 41 pontos e encerrando sua participação na última colocação, sendo rebaixado ao lado de Coritiba, Atlético-MG e Paysandu.

Em 2007, o clube fez outra boa campanha na Copa do Brasil e alcançou às semifinais da competição, mas acabou eliminado pelo Fluminense por 5 a 3 na somatória dos dois jogos (4 a 2 fora de casa e 1 a 1, na Boca do Jacaré).

Em 2008 é penta-campeão estadual após bater o Esportivo Guará por 4 x 0 no CAVE e iguala o feito do rival Gama, que também foi penta-campeão seguido no DF. No Brasileiro da Série B vem se recuperando após sofrer muitos revéses, principalmente pelo número de veteranos no time que acabou atrapalhando a campanha do Jacaré.

Títulos

Campeonato Brasileiro - Série B: 2004.
Campeonato Brasileiro - Série C: 2002.
Campeonato Brasiliense: 5 vezes (2004, 2005, 2006, 2007 e 2008).
Campeonato Brasiliense - 2ª Divisão: 2000.

Estádio

O Estádio Elmo Serejo Farias, também conhecido por Serejão ou Boca do Jacaré, é um estádio de futebol localizado na cidade de Taguatinga, no Distrito Federal .

Com capacidade para 32.000 pessoas o estádio abriga os jogos do Brasiliense Futebol Clube.


Hino
Autor: Walter Queiroz

Com muita raça e toda a nossa vibração
Salve o Brasiliense, futebol clube, meu irmão
No campo, uma pintura, uma aquarela
E na torcida explode essa febre amarela

Bis
As cores do meu coração
Verde, amarelo e branco
O meu time é campeão

Refrão
É na palma da mão
É com a bola no pé
É na palma da mão
É com a bola no pé
Vacilou caiu na boca, na boca do Jacaré

Mascote

A mascote do Brasiliense é um jacaré de papo amarelo. O símbolo foi escolhido por ser predominante no cerrado brasileiro, vegetação típica do Distrito Federal. Em homenagem ao animal, o estádio da equipe ganhou o apelido de Boca do Jacaré, representando o local onde o clube “engole” seus adversários.



site
http://www.brasiliensefc.com.br/