quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Club Cerro Porteño

Fundado em 1º de outubro de 1912, o Cerro Porteño é um dos principais times do Paraguai, possuindo um grande número de torcedores. O surgimento do clube, popularmente conhecido como Ciclone, se deu na casa de Dona Susana Nunes, mãe dos quatro jogadores de futebol que ali praticavam o esporte e sonhavam em fundar um time.
À época, o Paraguai vivia uma fase de instabilidade política, mas as cores de dois partidos tradicionais do país, Colorado e Liberal, deram origem ao uniforme do Cerro. Com a homenagem, a agremiação ficou marcada por uma torcida que sempre lutou pela liberdade.
No quesito títulos, o clube justifica ter tantos torcedores seguindo a trajetória do time. São ao todo 26 conquistas do Campeonato Paraguaio, o segundo maior vencedor do país. Apesar do bom desempenho no cenário nacional, isso não se reflete na América do Sul. A agremiação nunca venceu um torneio internacional. Na Libertadores, o máximo atingido pelo time foi as semifinais, em cinco oportunidades.
O primeiro título veio cedo. Logo após um ano de fundação, o Cerro Porteño levantaria a taça inaugural de sua sala de troféus. Uma campanha considerada perfeita, invicta, levou o clube à conquista do Campeonato Paraguaio Amador. Antes da era profissional, a agremiação venceria a competição em mais três oportunidades: 1915, 1918 e 1919.
No ano de 1918, o time ganhou o apelido de Ciclone. Tudo isso por causa da final contra o Nacional. O Cerro empatou o primeiro jogo por 2 a 2 e o segundo por 1 a 1. No terceiro, a grande final, o clube Azul-Grená perdia a partida por 2 a 0, com apenas sete minutos restando para o fim. Porém, como um verdadeiro vendaval, a agremiação virou o jogo para 4 a 2 e levou o título.
Após o triunfo, a equipe ficaria muito tempo afastada das competições nacionais, pois os campeonatos não estavam sendo realizados em virtude da Guerra do Chaco e da Revolução Liberal.
A volta do maior torneio do Paraguai (em espanhol) aconteceria somente em 1935, quando a liga passou a ser profissional. Assim como na fase amadora, o Cerro começou com tudo e, logo na primeira temporada de disputa, se tornou campeão.
A maior seqüência de títulos do time começaria no ano de 1939. Naquela temporada, o clube iniciaria a conquista do tricampeonato paraguaio. O mesmo feito seria repetido na década de 70, com a conquista da competição em 1972, 1973 e 1974.
Depois de 1990, o domínio dos títulos do Paraguai é do Cerro Porteño. São sete conquistas dos Ciclones, contra seis do Olímpia e quatro do Libertad, além de um do Sol de América.

Títulos


Campeonato Paraguaio  1913, 1915, 1918, 1919, 1935, 1939, 1940, 1941, 1944, 1954, 1961, 1963, 1966, 1970, 1972, 1973, 1974, 1977, 1987, 1990, 1992, 1994, 1996, 2001, 2004 , 2005 e 2009

Estádio

O Estádio General Pablo Rojas (também conhecido como La Olla Azulgrana) é um estádio de futebol localizado na cidade de Assunção, no Paraguai.

Inaugurado em 1991, tem capacidade para 32.910 espectadores e pertence ao Club Cerro Porteño, um dos principais clubes do Campeonato Paraguaio de Futebol.
Foi uma das sedes da Copa América 1999 e de alguns jogos do Cerro na Taça Libertadores da América e Copa Sul-Americana.





Alcunhas El Ciclón de Barrio Obrero, El Club del Pueblo, La Mitad + 1.

Site

http://www.cerro.com.py/