domingo, 20 de fevereiro de 2011

Club Sportivo Luqueño

O Sportivo Luqueño, fundado em 1º de maio de 1921, é um dos clubes mais antigos do Paraguai. A agremiação surgiu da união das três melhores equipes da cidade de Luque: Vencedor, que cedeu o seu estádio e suas cores para o novo clube que surgia; Marte Atlético, que era o melhor e mais conhecido clube da cidade; e General Aquino, que ficou responsável pela eleição da primeira diretoria da equipe e também decidiu quem seria o primeiro capitão do clube. O jogador Aurélio González foi o escolhido

O primeiro presidente do clube foi eleito em uma convenção realizada na sala de reuniões da Assembléia Municipal da cidade de Luque. Os comandantes do evento foram Desiderio Jara, antigo presidente do General Aquino, e Rômulo Lacasa, que, após ouvirem todos os participantes, anunciaram a primeira diretoria do Sportivo Luqueño, que teve Celestino Agüero como seu primeiro mandatário.
Logo três anos depois de sua fundação, em 1924, ainda com “El gran Capitán”, como era conhecido Aurélio, o time conquistou seu primeiro título: campeão invicto da segunda divisão do Campeonato Paraguaio de Futebol.
O clube só voltou a ter uma nova glória 27 anos depois, em 1951, quando venceu a primeira divisão do Campeonato Nacional.
Dois anos mais tarde, nova glória. Pela segunda vez em sua história, a equipe de Luque venceu o Campeonato Paraguaio, feito que só voltaria a acontecer em 2007.
Instável, o time ainda caiu três vezes para a segunda divisão do nacional, voltando no ano seguinte em todas elas. Os outros títulos da equipe auriazul vieram em 1956, em 1964 e em 1968, que foi a última vez que o time voltou para disputar a primeira divisão do campeonato de seu país.
Em 1999, outra vitória para a equipe junto com a chegada da Copa América daquele ano. Sentindo a necessidade de um campo na cidade de Luque, vizinha à capital Assunção, foi construído um estádio - Feliciano Cáceres - com 25 mil lugares. Este é o terceiro maior estádio do Paraguai, perdendo apenas para o Defensores Del Chaco, em Assunção e para o Sarubbi, que fica na Cidade del Leste.
Outro fato interessante da história do clube é o seu apelido: Kuré-Luque. Kuré, em guarani, significa porco, animal que é a mascote da equipe há bastante tempo. O apelido veio por causa da grande criação de suínos que existe em Luque.
A cidade de Luque é enfeitada em azul e amarelo, cores oficiais do time, durante quase todo o ano. Quem organiza a decoração é a torcida do Sportivo, considerada uma das mais fanáticas do país.

Títulos


Campeonato Paraguaio Primeira Divisão 1951, 1953, 2007 (apertura)
Campeonato Paraguaio Segunda Divisão  1924, 1956, 1964, 1968

Estádio

O Estadio Feliciano Cáceres na cidade de Luque, vizinha da capital Assunção, e sua capacidade é para 25.000 espectadores.
Por causa da Copa América de 1999, o antigo estádio foi erguido no local foi demolido e substituído pelo atual, que é nomeado após o ex-presidente da instituição e um dos seus fundadores, Feliciano Cáceres.

Em 27 fevereiro de 2009, a FIFA escolheu a primeira alternativa Feliciano Cáceres para receber os compromissos internacionais organizados pela entidade que rege o futebol mundial, no caso extremo que estágio do futebol no país principal não está disponível. Assim, os compromissos locais selecionados podia jogar lá pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.
Alcunhas Kure Luque, Repolleros

Mascote

A mascote do Sportivo Luqueño é um porco conhecido como Chanchón. O animal foi escolhido como um dos símbolos do clube por ser o maior suíno da cidade, que é conhecida por sua grande criação deste tipo de animal.

Site