sexta-feira, 22 de abril de 2011

Audax Italiano La Florida SADP

O Audax Italiano La Florida, até 2008 conhecido como Audax Club Sportivo Italiano, é um clube da cidade de Santiago. Atualmente, a equipe disputa o Campeonato Chileno de Futebol, na 1ª Divisão.

Ruggero Cozzi idealizou a fundação de um clube para representar a colônia italiana no Chile. Alberto Caffi e Amato Ruggieri aderiram à idéia e, no dia 30 de novembro de 1910, nasceu o Audax Club Ciclista Italiano. Alberto logo assumiu a presidência, posto que ocupou por 23 anos.
No início, a agremiação focava suas atividades apenas no ciclismo, mas com o passar dos anos e com o aumento de sócios, outros esportes começaram a surgir. Em 1922, sob o comando dos irmãos Domingo e Tito Frutero, o setor futebolístico foi fundado oficialmente. Na mesma época o clube mudou seu nome para Audax Club Sportivo Italiano.
Com apenas dois anos de vida oficial, o futebol da agremiação faturou seu primeiro título, a Liga Metropolitana. Ainda no amadorismo, os Tanos, como também é conhecida a equipe, levantaram mais cinco taças, com destaque para a conquista da Liga Central de Football, em 1931, quando derrotaram, na final, a Asociación de Football de Santiago.
No ano seguinte o Audax chegou novamente à final, desta vez contra o Colo-Colo. Porém uma tragédia marcou a partida. Um camarote do Estádio Italiano caiu, deixando 130 feridos e três mortos. O acidente marcou o término da era amadora no Chile, já que em 1933 Audax, Colo-Colo, Magallanes e mais cinco clubes da época fundaram a Liga Profissional.
Os três primeiros anos de campeonatos profissionais foram dominados pelo Magallanes, sendo que a equipe da colônia italiana sagrou-se vice-campeã em duas oportunidades. Após longa espera, no ano de 1936, a glória foi alcançada. Realizando uma campanha impecável, com sete vitórias, dois empates e apenas uma derrota, o Audax faturou a competição e Hernán Bolanõs se tornou artilheiro com 14 gols marcados.
Porém, o título marcou o início de um grande jejum no clube. Os Itálicos passaram dez anos sem levantar uma taça, tendo a grande seca quebrada apenas em 1946. Sob o comando de Daniel Chirinos, o melhor goleiro da história da agremiação, a equipe conquistou novamente a primeira divisão do Chile, feito que se repetiu dois anos depois.
A década de 50 é lembrada pelos fãs como o período em que o clube começou a decair. Conquistando seu sétimo vice-campeonato em 1951, e seu terceiro título nacional em 1957, o Audax deu início a uma era de péssimos resultados.
Figurando sempre entre a parte intermediária e final da tabela, a equipe caiu para a segunda divisão em 1971. Voltou seis anos mais tarde, porém os maus resultados prosseguiram e, em 1986, a segunda divisão novamente contou com a presença do time.
Durante cerca de nove anos a era mais obscura da agremiação ocorreu. Em 1988, a terceira divisão esteve muito próxima, mas nos últimos jogos do campeonato o clube conseguiu manter-se na divisão de acesso. Em 1995 novamente voltou à elite do Chile e os bons resultados voltaram a aparecer.
Em 2006, com a chegada do técnico Raúl Toro, o Audax conquistou pela primeira vez a chance de disputar a Taça Libertadores, devolvendo aos seus fãs a felicidade e a confiança na tradicional equipe que representa um pedaço da Itália na América do Sul.

Títulos
 
Campeonato Chileno  1936, 1946, 1948 e 1957.

Estádio

No final de 2008 inaugurou o remodelado Estádio Bicentenário de La Florida,  por ocasião da Copa do Mundo Feminina Sub-20, de 2008, realizada no país. Com isto, o clube mudou seu nome para o Audax Italiano La Florida, como forma de identificar com a comunidade local onde joga. 
Capacidade 12.000

Alcunhas  Tanos, Audinos, Itálicos, Floridanos, La Máquina Verde, Verde de los Valles


Site

http://www.audaxitaliano.cl