quarta-feira, 4 de maio de 2011

Club Sporting Cristal

O futebol começou a ser jogado de uma maneira profissional no Peru em 1954. Foi no seio da cervejaria Backus y Johnston que nasceu a ideia de se formar uma equipa profissional de futebol que a representasse. Esta ideia pareceu ser muito “simpática” mas não obteve muito apoio junto da direcção, preocupada (como é lógico) com o desempenho empresarial da cervejaria. Não foi assim, contudo, foi o Sr. Ricardo Bentín Mujica, quem se converteu no principal dinamizador desta ideia e, que desde esse momento, pôs em marcha todo o seu empenho para fazer com que essa “ideia simpática” se tornasse real. Foi apoiado pela sua mulher D. Esther Grande de Benthin que pôs a primeira pedra desta instituição.
O bairro do Rímac tinha uma equipa que jogava na liga profissional, o Sporting Tabaco um clube pequeno que nunca tinha conquistado nenhum título e que, por aqueles anos, estava com graves problemas económicos. A cervejaria tomou a decisão de “adoptar” este clube e convertê-lo no representante da empresa. O casal Bentín conjuntamente com o Sr. Blas Loredo (quem viria a ser o primeiro presidente do clube) procuram terrenos pertos da cervejaria (que se encontrava no distrito de Rímac) para que a equipa pudesse contar com infraestruturais apropriadas.
A Federação Peruana de Futebol não aceitou muito bem o facto do velho Sporting Tabaco se transformar como pretendia a Backus. Instalou-se uma polémica pública até que finalmente a 13 de Dezembro de 1955, a família Bentín ganhou a guerra. Nasceu o “Sporting Cristal Backus”. O nome “Cristal” tem origem no nome do produto homónimo mais popular da cervejaria. As instalações do recém-nascido clube estavam situadas no coração do Rimac, no bairro da La Florida e era um centro de 137,000 metros quadrados.
Naquele tempo os primeiros lugares da liga professional de futebol peruano disputavam-se entre as equipas: Alianza Lima, Universitario de Deportes, Deportivo Municipal e Sport Boys.
Os jornalistas desportivos e os seus seguidores afirmavam que o Sporting Cristal é um Clube que nasceu campeão, e tem muita razão pois conseguiram ganhar o seu primeiro campeonato na sua primeira participação. No final de 1956 obteve o título de campeão de futebol peruano. Foi uma estréia em glória para uma equipa que com o passar dos anos e com os títulos alcançados se tornou numa das quatro principais equipas do futebol peruano conjuntamente com os clássicos Alianza Lima, Universitário de Deportes e com o recente campeão internacional Cienciano.
Alguns anos depois da sua fundação, a instituição eliminou a palavra “Backus” do seu nome, sinal da independência económica alcançada e também porque actualmente é uma associação civil sem fins lucrativos.
Actualmente, as estatísticas situam-no como o terceiro clube com mayor número de adeptos do Peru logo a seguir dos clássicos Alianza Lima e Universitário de Deportes.
Desde o seu início o Sporting Cristal organizou-se como uma Associação Civil sem fins lucrativos que tinha como objectivo social a promoção de actividades desportivas a favor dos seus sócios.
No entanto, de acordo com as novas tendências que se estabeleceram no futebol peruano em Janeiro de 2005 a Associação Civil Cristal (parte social do clube) transformou-se na sociedade anônima "Club Sporting Cristal S.A.C."

Possui 15 títulos nacionais. A sua melhor época foi o tricampeonato dos anos de 1994, 1995 e 1996. Em 1997, conseguiu chegar a final da Taça Libertadores da América, facto que constitui a sua melhor actuação a nível internacional, perdeu contra o Cruzeiro do Brasil.

Títulos

Primera División del Perú  1956, 1961, 1968, 1970, 1972, 1979, 1980, 1983, 1988, 1991, 1994, 1995, 1996, 2002, 2005.

Estádio

O Estádio San Martín de Porres é um estádio  localizado na cidade de Lima, no Peru.
Inaugurado em 24 de Setembro de 1995 com o jogo Sporting Cristal 6 a 0 no Club Sportivo Cienciano, tem capacidade para 20.000 torcedores, porém uma das arquibancas está interditada ao público, o que reduz a capacidade para 15.000 lugares.
Pertence ao Club Sporting Cristal, recebendo as partidas menores (os grandes clássicos são jogados no Estádio Nacional do Peru).


Apelidos  Bajopontinos, Celestes, Cerveceros, Rimenses, La Fuerza Vencedora,Fuerza Celeste

Site

http://www.clubsportingcristal.pe/