quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Clube Atlético Monte Alegre

Era fundado em 01 de maio de 1946 na cidade de Monte Alegre (atual Telêmaco Borba), por funcionários e com o apoio da presidência das Indústrias Klabin de Papel e Celulose, o CLUBE ATLÉTICO MONTE ALEGRE. As suas cores oficiais eram o preto e branco.

Durante os seus primeiros anos de vida, a equipe se dedicou ao futebol amador. Em 15 de novembro de 1949 realiza a sua primeira partida contra uma equipe profissional, foi contra o Ferroviário de Curitiba que venceu por 6 a 3.

Em 1951 a equipe solicita a sua inscrição no campeonato paranaense, o que é prontamente aceito pela entidade máxima do estado. A primeira partida oficial da equipe foi em 13 de maio de 1951 contra o Palestra Itália em Curitiba e perdeu por 2 a 1. Nesta sua primeira temporada a equipe ficou no bloco intermediário, vencendo 7 partidas e perdendo 9 partidas, sem empatar nenhum jogo. Marcou e sofreu o mesmo número de gols: 31.

A grande conquista da equipe ocorreu em 1955, com o título paranaense sendo decidido com o Ferroviário de Curitiba em três partidas. Para conquistar o título a equipe disputou 28 partidas, com 18 vitórias, 4 empates e 6 derrotas. Marcou 79 gols e sofreu 41 gols.

Em 1957, alegando dificuldades financeiras para se manter no futebol profissional, a equipe solicitou o seu licenciamento do campeonato. Tentou em 1965 e 1967 retornar aos campeonatos profissionais, mas não obteve permissão da Federação Paranaense de Futebol.

Estádio

Jogava no Estádio Horácio Klabin, com capacidade para 12.000 espectadores.

Títulos

Campeonato Paranaense: 1955.

Após 53 anos da maior conquista esportiva da história, da então Monte Alegre hoje Telêmaco Borba, o título de Campeão Paranaense de Futebol Profissional, o primeiro clube do interior a obter essa façanha, o CAMA – Clube Atlético Monte Alegre apresentou o projeto “O retorno da Pantera Negra ao futebol de campo do Paraná”.

De acordo com o presidente social do clube, Gilson Vieira da Silva, o projeto vem sendo estruturado há mais de um ano pela empresa Scopo Sports – Consultoria de Formação de Equipe Profissional de Futebol.

“Nesta oportunidade deveremos apresentar aos setores públicos e a iniciativa privada o retorno da Pantera Negra ao cenário futebolístico,mas isso só será possível com o apoio de todos”, destaca Gilson.

A empresa fez um estudo sobre os custos para filiação junto a Federação Paranaense de Futebol (FPF), o levantamento sobre os documentos necessários, necessidade da cessão do estádio municipal Péricles Pacheco da Silva (Minicentro Esportivo), desenho e foto dos uniformes.

Os estudos verificam as parcerias com a atual Associação Desportiva de Telêmaco Borba, necessidade de alojamento e local para ser realizado os treinamentos, alimentação, transporte, entre outros fatores necessários para o funcionamento de um clube de futebol.

A priori o CAMA espera participar de competições como Taça Paraná, utilizando basicamente atletas radicados no município, e no futuro ingressar na 3ª Divisão do Paranaense de Futebol.