segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Operário Futebol Clube

Tudo começou com os operários da construção civil , que tinha a intenção de criar uma alternativa para reunir os trabalhadores. Para que isso acontecesse os operários tiveram de se reunir na Sede do Sindicato da Construção Civil, em Campo Grande. Estavam presentes "Seu Vitor", o principal fundador do Operário, Miguel Turco, Magno, Paulo Ferreira, Gregório, Carandá e os irmãos Levindo. Dia 21 de agosto de 1938 foi fundado o Operário Futebol Clube,que em seguida foi liderado pelo pintor Plínio Bittencourt. A intenção era apenas criar uma alternativa para reunir os trabalhadores, mas a idéia ganhou a simpatia de outras classes, entre elas o fazendeiro Melanio Barbosa, que fazia questão de chegar cedo ao estádio Campo-grandense.

O Operário Futebol Clube se profissionalizou apenas na década de 70. No fim dos anos 70 e início dos anos 80, o Operário foi uma das grandes sensações do futebol no país.

Tricampeão mato-grossense (1976/1977/1978), o clube seguiu com sua hegemonia estadual quando Mato Grosso do Sul foi criado. No Campeonato Brasileiro de 1977, dirigido por Castilho, realizou uma das melhores campanhas de um clube do Centro-Oeste na história do Campeonato Brasileiro: 3º lugar na classificação final. Com o goleiro Manga no gol, o time despachou no caminho equipes como o Fluminense. Nas semifinais, enfrentou o São Paulo. O jogo de ida aconteceu em São Paulo, onde foi derrotado pelo tricolor paulista, quando 103.092 pessoas lotaram o Morumbi, batendo o recorde de público em jogos do São Paulo em campeonatos brasileiros, que persiste até hoje. Segurou o 0 x 0 até os 32 minutos do segundo tempo, quando Serginho Chulapa abriu o placar. Depois, nos minutos finais, tomou mais dois gols. Chegou a vencer o São Paulo no jogo de volta, em Campo Grande, por 1 x 0. Acabou sendo eliminado da competição no saldo de gols. O Operário venceu a primeira partida contra o São Paulo por 1x0 gol marcado por Tadeu Santos, e perdeu a segunda no Morumbi por 3x0. Começava aí, a história do Supertime do, até então, Estado do Mato Grosso, terceiro colocado no Campeonato Brasileiro. Em 1979 e em 1981, foi o quinto e sétimo colocado no Brasileirão. Em 1981, sagrou-se tricampeão sul-mato-grossense. O mundo passou a conhecer o esquadrão do futebol, agora, do Mato Grosso do Sul em 1982. O poderoso Bayern de Munique, assistiu o Operário conquistar a President Cup (na Coréia do Sul), torneio mais importante da história do Clube.

Os grandes idolos e jogadores mais conhecidos da imprensa brasileira que atuaram no clube foram: Manga (Seleção Brasileira), Arturzinho que atuou no Corinthians, Luis Carlos que jogou na Seleção Brasileira e Flamengo. Everaldo, Baianinho, Roberto César e muitos outros. O clube foi um verdadeiro celeiro e revelador de craques no final da decada de 70 e inicio dos anos 80.

O Operário tambem é o detentor da maior goleada dos campeonatos estaduais do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul. Em 1978, pelo matogrossense, venceu o Barra do Garças por 13 a 0 e, em 1980, pelo sulmatogrossense, a vítima foi o Taveirópolis - 11x0.

Atolado em dívidas trabalhistas e com o fisco, o Operário já perdeu parte da sua sede administrativa em leilão promovido pela justiça do trabalho. Para evitar o constrangimento do confisco de rendas nos dias de jogos e ganhar uma opção de receita pela venda de ações, o clube entrou na onda do futebol empresa e criou, em 29/11/1999, o Operário Sociedade Anônima, mas nada mudou na prática e foi extinguido em 2006.

2008
Após ter acertado o patrocínio com a empresa Saga, que fabrica o leite São Gabriel, o Operário Futebol Clube corre contra o relógio para se preparar para a sua estréia no Campeonato Sul-Mato-Grossense série A neste domingo, sonhando em, um dia, voltar à elite do futebol brasileiro. A apresentação do time com novo patrocínio na camisa foi feita hoje no Estádio Pedro Pedrossian, o Morenão, em Campo Grande. O patrocínio irá render R$ 100 mil/mês aos cofres do time mais tradicional de Mato Grosso do Sul. Contratos com novos jogadores estão sendo assinados todos os dias. O clube conta com 22 jogadores contratados. O presidente do Operário, Tony Vieira, afirma que o projeto é para que o time volte a disputar competições nacionais, e com boas apresentações. Para recebe o patrocínio, o Operário teve que mudar para São Gabriel do Oeste (149 km de Campo Grande), mas continuará mandando jogos no Estádio Morenão. Apenas os jogos de menor expressão serão feitos em São Gabriel, no estádio que está sendo murado pela prefeitura. Os jogadores já estão morando em São Gabriel do Oeste, onde treinam. Eles usam a estrutura do time São Gabriel, que se prepara para disputar a série B do Campeonato Estadual. O São Gabriel passa a ser um time B do Operário. As mudanças no Operário foram responsáveis ainda pelo retorno de alguns nomes ao futebol. Wilian Puian, que estava afastado do futebol há 8 anos, é o novo técnico do clube.

::: FAÇANHAS :::

Sua melhor classificação em um Campeonato Brasileiro da 1ª divisão foi o 3º lugar em 1977. Além disso, foi 5º colocado em 1979 e 7º em 1981.

O Operário FC foi o primeiro time do interior do Brasil a afrontar os grandes do eixo Rio-SP. Até 1977, nenhum time de cidade pequena (Campo Grande tinha 150 mil habitantes), e que não fosse de Capital, havia chegado as semifinais do Brasileirão.

A audácia do Operário, que montou uma forte equipe e concorreu de igual com times grandes, abriu as portas para outras equipes acreditarem que era possível uma equipe pequena chegar às finais.


Títulos

CONQUISTAS

Títulos Internacionais
- Taça Seleção URSS: 1973
- President Cup (KOR): 1982

Títulos Nacionais
- Brasileiro do Módulo Branco: 1987

Títulos Estaduais
- Campeonato Mato-grossense: 1974
- Campeonato Mato-grossense: 1976
- Campeonato Mato-grossense: 1977
- Campeonato Mato-grossense: 1978
- Campeonato Sul-mato-grossense: 1979
- Campeonato Sul-mato-grossense: 1980
- Campeonato Sul-mato-grossense: 1981
- Ca
mpeonato Sul-mato-grossense: 1983
- Campeonato Sul-mato-grossense: 1986
- Campeon
ato Sul-mato-grossense: 1988
- Campeonato Sul-mato-grossense: 1989
- Campeonato Sul-mato-grossense: 1991
- Campeonato Sul-mato-grossense: 1996
- Campeonato Sul-mato-grossense: 1997

Outros Títulos
- Liga Esp. Municipal Campo Grande: 1942
- Liga Esp. Municipal Campo Grande: 1945
- Liga Esp. Municipal Campo Grande: 1966
- Troféu Gov. Dr. Pedro Pedrossian: 1981
- Troféu Dr. Giullite Coutinho: 1983
- Cat. 90 Copa Cidade Itaporanga-SP 2007
- Estadual - Segundo Turno: 2007
- Copa Cam
po Grande 2007
- Copa
Héllios Video 2007

Estádio

O estádio Pedro Pedrossian, ou Morenão, como é chamado, é um estádio de futebol localizado na cidade de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. O estádio está situado na zona sul da cidade de Campo Grande, dentro do campus da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS). É o maior estádio de futebol de Mato Grosso do Sul. O estádio tem esse nome em homenagem ao então governador de Mato Grosso do Sul, Pedro Pedrossian, na época da fundação da UFMS.
Capacidade: 45000

É o maior estádio universitário da América Latina
Tem o apel
ido de Morenão em referência à cidade de Campo Grande, conhecida como Cidade Morena devido à cor avermelhada de seu solo.
A maior lotação do estádio foi de 38.122 torcedores em 23 de Fevereiro de 1978, quando o Operário venceu o Palmeiras por 2-0.


Hino

Autor: Luis C. Amarilha.

Garra amor e tradição /
Destinado a ser campeão /
De Mato Grosso o mais querido / bis
E em campo é o mais temido /

refrão


O Operário é dono da torcida
De Camp
o Grande a mais unida
É Galo em qualquer terreiro
E valente como o povo brasileiro

O, o , o , pe, e, e, ra, ri, ô ,ô, ô
O, o , o , pe, e, e, ra, ri, ô ,ô, ô

Garra amor e tradição /
Preto e branco está no coração / bis
Daqueles que sabem torcer /
E o Operário só pensa em vencer /

refrão


O Operário é dono da torcida
De Campo Grande a mais unida
É Galo em qualquer terreiro
E valente como o povo brasileiro

O, o , o , pe, e, e, ra, ri, ô ,ô, ô
O, o , o , pe, e, e, ra, ri, ô ,ô, ô


Mascote

O GALO GUERREIRO

Todo clube tem um mascote representativo, e ele faz parte do carinho que o torcedor sente pelo clube de coração. O Operário Futebol Clube, também tem seu momento carinhoso por seus torcedores que o chamam de "GALO". Entre os mascotes do estado de MS, o GALO do Operário é o que mais se destaca no cenário, sendo chamado pelo apelido até por imprensas locais.

site:http://www.operariofutebolclubems.com.br