domingo, 16 de maio de 2010

Clube Esportivo Paysandu

O Clube Esportivo Paysandu é um clube de futebol brasileiro sediado na cidade de Brusque em Santa Catarina. Foi fundado em 30 de dezembro de 1918.
O Paysandú nasceu com a finalidade de propor mais desenvolvimento ao esporte em Brusque. Um grupo de esportistas vendo a necessidade de maior incremento do esporte em nossa cidade, resolveu fundar uma agremiação, que nos campos esportivos, rivalizasse com o Sport Club Brusquense.
Quanto ao nome escolhido, “Paysandú”, os amigos decidiram fazer uma homenagem aos defensores da fortaleza de Leandro Gomes e a bravura dos soldados brasileiros neste período da história, quando o Brasil, em 1864, interviu militarmente no Uruguai, em razão da revolução entre “Blancos” e “Colorados”.
Até a sua fundação, todas as reuniões eram feitas em residências particulares, o que pode-se deduzir nas casas dos fundadores e demais pessoas que tinham interesse na criação do Paysandú. Após o início efetivo do clube muitas arrecadações contribuíram para a construção da sede do clube, que foi um marco na história do Paysandú.

Em meados de março de 1922 com a nova diretoria do clube, tendo como presidente Carlos Luiz Gevaerd, decidiram que o Paysandú deveria possuir um campo de futebol próprio.
Neste período o clube vivia de arrecadações sociais, o que tornava um valor insuficiente para a compra do terreno escolhido. Com a ajuda do proprietário das terras a serem adquiridas, Antônio Maluche, grande parte foi doada por ele, e o restante do valor a ser pago foi facilitado pelo mesmo.
A comunidade simpatizante do Paysandú, bem como seus atletas e sócios revezaram-se durante um bom tempo para retirada do aterro e construção do campo, que foi inaugurado em 15 de junho de 1924.
Atualmente licenciado, o clube cedeu sua vaga na primeira divisão em 1987 para o Brusque Futebol Clube, que acabara de nascer e obter força na cidade. O clube chegou a conquistar o Segunda Divisão Catarinense em 1986.
 
Quando questionado se o Clube Esportivo Paysandú pretende voltar a jogar na categoria profissional, o secretário executivo do clube, Célio de Souza argumenta que existe essa possibilidade, porém, por escolha da diretoria, a prioridade no momento é de restaurar todo o clube.

Atividades - Mesmo não tendo participação estadual nos campeonatos, o Paysandú em toda a sua trajetória jamais deixou de ter o seu lado social.
Hoje, o clube oferece para cerca de 120 meninos a famosa “Escolinha de Futebol”, em cinco categorias: fraldinha, pré-mirim, mirim, infantil e juvenil.

Estádio:

Cônsul Carlos Renaux - 8.000