quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Esporte Clube Nova Cidade

Nas duas primeiras décadas, começou a participar de grandes competições de futebol do Estado, conquistando vitórias importantes. Nesse período foi construído o estádio Joaquim de Almeida Flores, cercado por muro de aproximadamente cinco metros de altura, com vestiários, sala de administração e torres de iluminação. No final dos anos 70 o clube entrou em decadência, pois muitos sócios deixaram de pagar mensalidades, as escolinhas de futebol foram sendo desativadas e os eventos sociais acabaram.

Somente na década de 80 é que o Nova Cidade voltou ao cenário do futebol, com a grande colaboração do Dr. Jacob Sessim que fez uma reforma total no Estádio e dos desportistas Julio Lourenço e Paulo Sérgio Fernandes que oficializaram a profissionalização do clube na Confederação Brasileira de Futebol em maio de 1983, ano o qual, o clube participou pela primeira vez do Campeonato da 3ª Divisão de Profissionais da FERJ.
No ano de 1985, conquistou o Campeonato Estadual de Juniores da 3ª Divisão. Em 1986, conquistou o vice-campeonato da 3ª Divisão e teve o acesso à 2ª Divisão. Já em 1988, conquistou o Campeonato da 2ª Divisão e teve o acesso à 1ª Divisão onde permaneceu nos anos de 1989 e 1990, sendo neste ano rebaixado para à 2ª Divisão. Nos anos de 1991 e 1992 participou do Campeonato da 2ª Divisão.
Em 1992, descobriu o atleta Serginho, que com atuações destacadas no time, conquistou uma carreira brilhante passando pelo Itaperuna Esporte Clube, Bahia, CR Flamengo, Cruzeiro Esporte Clube, São Paulo Futebol Clube e na Itália jogando pelo Milan.
O Nova Cidade de 1993 até os dias atuais, vive com dificuldades, pois alguns sócios deixaram de pagar mensalidades e o clube só está sobrevivendo através de alguns abnegados sócios que mantém o clube atualizado perante a legislação esportiva, alternando sua participação, ora na 3ª Divisão, ora se licenciando da competição.
É presidido pelo ex-jogador do clube Sinésio Benedetti Chagas, que por sua vez, é filho do falecido presidente Gélson Chagas, à época em que o clube estava na Primeira Divisão.
Em 2010, o clube deverá retornar ao profissionalismo e participar da Terceira Divisão de Profissionais do estado do Rio de Janeiro

Títulos

Campeonato Carioca da Segunda Divisão de 1988

Estádio

Joaquim de Almeida Flores
Capacidade 5.000

Site

http://ecnovacidade.blogspot.com/