sábado, 26 de setembro de 2009

Goiatuba Esporte Clube

Em 05 de maio de 1970, às 20:00 horas, um grupo de desportistas se reúne em uma sala no centro da cidade e resolve fundar um time de futebol profissional, o GOIATUBA ESPORTE CLUBE, nome escolhido entre as várias sugestões apresentadas em Assembléia.

Foi assim escolhido GOIATUBA ESPORTE CLUBE, uma referência ao nome da Cidade, adotando como mascote um pássaro "AZULÃO".
Antes de se tornar equipe profissional, formado apenas por jogadores da cidade, participou da inauguração do Estádio Divino Garcia Rosa, conhecido por "Divinão", empatando com o JK de Morrinhos, pelo placar de 2x2, no dia 30 de janeiro de 1970.
Jogou sua primeira partida como profissional vencendo o América de Morrinhos por 1x0.

A Federação goiana de futebol promoveu um torneio seletivo entre América de Morrinhos, Itumbiara Esporte Clube e GOIATUBA ESPORTE CLUBE, para que o campeão participasse do CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL. O "azulão", como era conhecido, venceu o América nos dois jogos pelo placar de 2x0, venceu o Itumbiara em seu estádio por 1x0, fazendo 6 pontos, enquanto o Itumbiara venceu o América em seus dois jogos, perdendo em seu campo para o "azulão", fazendo 4 pontos. No último jogo, em Goiatuba, no "Divinão", o Goiatuba Esporte Clube precisava apenas do empate para sagrar-se campeão. O campo estava totalmente lotado, 10.000 pagantes, porém o Itumbiara Esporte Clube marca seu primeiro gol aos 28 minutos do 2º tempo e amplia para 2x0 aos 33 minutos finais. Com este resultado seria campeão na casa do "azulão". Neste momento, a torcida local começou a ir embora, enquanto a torcida do adversário comemorava. Porém, aos 43 minutos, através de Eduardo, o Goiatuba faz seu primeiro gol, e aos 45 minutos, através de Tino, empata em 2x2, sagrando-se campeão do seletivo, e ganhando o direito de disputar seu primeiro CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL.


Com a equipe formada em 1990, reforçada neste ano, tendo um goleiro de renome nacional - MAROLA, ex-Santos, após 25 anos que uma equipe do interior do Estado não era campeã, conquistou o título máximo de CAMPEÃO GOIANO DE 1992. A campanha foi invejável do início ao fim, venceu todos os seis jogos da fase final, obtendo 100% dos pontos. Foi campeão com uma rodada de antecedência, jogando contra o VILA NOVA no Estádio SERRA DOURADA, ganhando por 2x0. Totalizou 57 pontos ganhos, marcou 69 gols. O centroavante Pirata marcou 16, seguido do zagueiro Bilzão com 14 gols. O técnico campeão foi ORLANDO PEREIRA, Presidente Reinaldo Coelho, Diretores: Laércio Fernandes e José Benjamim.
Em 1993, conquista o torneio seletivo para a Segunda Divisão Nacional. Disputa por vários anos o Campeonato Brasileiro da Série B até ser rebaixado em 1997.
Em 2006, com uma péssima trajetória, o azulão passou por derrotas lastimáveis e acabou terminando na penúltima colocação do campeonato e caindo para a 2ª Divisão do Campeonato Goiano.
Em 2008 o time terminou a 2ª Divisão do Campeonato Goiano em último lugar, após ser derrotado pelo placar de 6 a 0 para o Aparecidense, que decretou o primeiro rebaixamento da equipe para a 3ª Divisão do Campeonato Goiano.


Títulos


1984 - Campeão Goiano (Invicto) da 2ª Divisão do Campeonato Goiano.

1988 - Campeão do Seletivo, retornando para a 1ª Divisão do Campeonato Goiano.

1992 - CAMPEÃO GOIANO DE 1992.

1997 - Campeão Goiano da Série B (2ª Divisão).


Estádio


É utilizado pelo Goiatuba Esporte Clube, tem capacidade para 10.800 pessoas e pertence à Prefeitura Municipal.


Mascote: Pássaro "AZULÃO"


Site